Finanças Públicas

As administrações públicas adquiriram menos bens e contrataram menos serviços no primeiro semestre, mostram contas ajustadas da UTAO. A excepção foi a saúde, onde os gastos dispararam 15,5%.