Sem presidente, audição de Álvaro Nascimento cancelada

  • ECO
  • 16 Fevereiro 2017

Depois da demissão do presidente da comissão de inquérito à CGD, a audição de Álvaro Nascimento foi cancelada.

Álvaro Nascimento, o antigo presidente da Caixa Geral de Depósitos, já não vai à comissão de inquérito à CGD. A demissão do presidente, José Matos Correia, ditou o cancelamento da audição, sendo que será feito à mesma hora um ponto de situação dos trabalhos. Os deputados vão tentar encontrar um substituto para liderar esta comissão.

A audição de Nogueira Leite tinha sido adiada, esta quarta-feira, devido à questão das mensagens escritas trocadas entre Mário Centeno e António Domingues, o ex-presidente executivo do banco público. Esta quinta-feira era a vez de Álvaro Nascimento, mas no site do Parlamento já não consta essa audição.

O cancelamento vem no seguimento da demissão do presidente da comissão. Perante a discussão entre os deputados, com acusações da direita à esquerda, Matos Correia anunciou a sua demissão, afirmando que “todos temos um limite. O meu limite foi ultrapassado ontem [quarta-feira]”, disse o responsável.

Esta foi a primeira vez que um presidente de uma comissão de inquérito se demite do cargo em Portugal. Para hoje às 18 horas está marcada uma reunião da comissão. Caberá agora ao PSD e ao CDS, enquanto os partidos que requereram a constituição da comissão, decidir como será escolhido o próximo presidente.

PUB

Comentários ({{ total }})

Sem presidente, audição de Álvaro Nascimento cancelada

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião