Nasdaq em máximos dá gás a Wall Street

As principais praças norte-americanas voltaram, esta quinta-feira, a terreno positivo impulsionadas pelo setor tecnológico e industrial e expetativa de ganhos fortes nos resultados trimestrais.

Os principais índices norte-americanos voltaram, esta quinta-feira, aos ganhos liderados pelos setores tecnológicos e industriais. O alivio da guerra comercial e sobretudo a expectativa de uma forte temporada de ganhos “puxou” as bolsas para terreno positivo e levou mesmo o S&P para máximos de fevereiro e o Nasdaq a bater recordes.

O S&P 500 fechou a sessão a valorizar 0,87% para 2.798,29 pontos, enquanto o Dow Jones cresceu 0,91% para os 24,924,89 pontos. Já o Nasdaq valorizou 1,39% para os 7.823,92 pontos.

O setor da tecnologia subiu 1,5%. Entre as empresas que mais valorizaram estão o Facebook, a Microsoft, a Amazon e ainda a Apple e a Alphabet, levando mesmo o Nasdaq a atingir recordes, segundo a Bloomberg.

O dia ficou ainda marcado pelos negócios. A CA valorizou mais de 17,9%, a maior subida do S&P 500, depois de ser conhecido o acordo com a Broadcom pelo montante de 18,9 mil milhões de dólares. Por seu turno, a Comcast subiu a oferta pela Sky, valorizando a empresa em 24,9 mil milhões de euros.

Também a contribuir para o dia de ganhos registado em Wall Street estão os dados publicados pelo Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, dando conta de que os pedidos de desemprego, a semana passada, atingiram a maior baixa em dois meses. A robustez do mercado de trabalho, aliada ao facto da inflação ter permanecido praticamente inalterada em junho, mas mantendo a perspetiva de crescimento, tendem a reforçar a intenção da Reserva Federal em decretar aumentos graduais das taxas de juro até ao final do ano.

Comentários ({{ total }})

Nasdaq em máximos dá gás a Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião