A assistente virtual da Amazon foi às compras, mas não disse nada a ninguém

Depois de uma criança de seis anos ter conseguido encomendar uma casa de bonecas através da assistente Alexa, vários aparelhos Amazon Echo tentaram fazer a mesma encomenda ao ouvirem a notícia na TV.

A Alexa é a assistente virtual da Amazon e vem integrada no Amazon Echo.Luke MacGregor/Bloomberg

A Alexa está a portar-se mal. A assistente virtual da Amazon, que é capaz de executar tarefas através de comandos de voz e que vem integrada no Amazon Echo e Echo Dot, alcançou um sucesso improvável nesta época natalícia: o aparelho, semelhante a uma coluna de som, está mesmo esgotado até meados deste mês. No entanto, no Texas, uma rapariga de seis anos foi capaz de, sozinha, encomendar uma casa de bonecas no valor de 170 dólares e quatro quilos de bolachas, através do aparelho da Amazon.

A história vive por si só, é certo. Mas vale a pena ler o que se passou a seguir. A criança foi notícia nos media internacionais e o caso chegou ao canal californiano CW-6, que transmitiu uma reportagem sobre o assunto. No final, segundo a Quartz, o pivô Jim Patton disse: “Adoro ver a pequena rapariga a dizer ‘a Alexa encomendou-me uma casa de bonecas'” (Alexa ordered me a dollhouse).

A frase, dita por Jim Patton em direto, terá sido suficiente para que muitos dos Amazon Echo que estavam à escuta nas casas dos telespetadores interpretassem a frase de forma errada (“Alexa, order me a dollhouse” em vez de Alexa ordered me a dollhouse), executassem o comando de voz — ou seja, tentassem mesmo encomendar uma casa de bonecas. Não há registo de um número exato de casos, mas vários clientes ter-se-ão queixado à estação televisiva norte-americana de que os seus aparelhos fizeram mesmo a encomenda, refere o site.

A palavra “Alexa” é um gatilho para o Amazon Echo ligar os microfones e pôr-se à escuta. Foi o que aconteceu na manhã de 5 de janeiro, em que os utilizadores do aparelho da Amazon por pouco não ficaram donos de uma KidKraft Sparkle Mansion, uma mansão de quatro pisos para bonecas de brincar. A sorte é que a Amazon aceita devoluções, refere a Quartz. Mas talvez não seja má ideia definir um código de quatro dígitos para confirmar as encomendas, não vá o diabo… ou melhor, a Alexa, tecê-las.

Comentários ({{ total }})

A assistente virtual da Amazon foi às compras, mas não disse nada a ninguém

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião