O que sobe, desce. Hoje, Wall Street caiu

As bolsas norte-americanas abriram em alta, mas foram perdendo o fôlego ao longo da sessão. Fecharam no vermelho, com perdas entre 0,5% e 0,9%. Mas o dólar valoriza a todo o gás.

Wall Street já viu dias melhores. Depois de arrancar em alta, com os três principais índices no verde, as praças norte-americanas fecharam em terreno negativo, contrariando a tendência da sessão desta terça-feira. Caminha-se a passos largos para 2017, num dia marcado pela valorização do dólar, a maior em mais de uma década: um dólar já vale 96 cêntimos.

Neste contexto, o índice de referência S&P 500 fechou a cair 0,8% para 2.249,96 pontos. Segundo a Bloomberg, é ainda assim uma valorização de 10% desde o início do ano — e só este mês já segue a avançar 2,3%. O industrial Dow Jones afastou-se da meta dos 20 mil pontos, caindo 0,56% para 19.833,96 pontos. Quanto ao tecnológico Nasdaq, que fechou esta terça-feira em máximos históricos e abriu a sessão de hoje em recorde (5.498,03), caiu 0,89% esta quarta-feira, situando-se agora nos 5.438,55 pontos, abaixo até do valor de fecho de ontem.

A liderar as quedas esteve o setor tecnológico e o do imobiliário, mas todos os 11 setores tiveram perdas. Até mesmo as empresas energéticas assistiram a desvalorizações na ordem dos 0,3% durante a sessão, mesmo com o preço do crude a subir há já oito sessões consecutivas. Em Nova Iorque, o barril negoceia-se a 56,14 dólares — um máximo de 17 meses. Já o volume de negociações mantém-se abaixo da média, nesta que é a última semana do ano: os investidores se mantêm cautelosos e à espera do arranque do novo ano, bem como da tomada de posse de Donald Trump como Presidente dos Estados Unidos da América. Será a 20 de janeiro.

Uma das tecnológicas que mais perdeu foi a gigante das placas gráficas, Nvidia Corp, integrada no S&P 500: os títulos da firma derraparam 6,84%, num caso que, por pouco, não foi uma self fulfilling prophecy. Uma nota de research da Citron indicou que, no próximo ano, as ações da empresa deverão voltar à linha dos 90 dólares. Os títulos da Nvidia, que na terça-feira encerraram a ganhar 6,87% e a valer 117,32 dólares, estão agora a custar 109,25 dólares cada.

Comentários ({{ total }})

O que sobe, desce. Hoje, Wall Street caiu

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião