Comissão Europeia lança prémio em inovação social de dois milhões para ajudar idosos

  • Lusa
  • 27 Novembro 2017

O Prémio Horizonte em Inovação Social, no valor de dois milhões de euros, será atribuídos aos projetos que melhorem a mobilidade dos cidadãos mais idosos.

O comissário europeu Carlos Moedas apresentou esta segunda-feira, em Lisboa, o Prémio Horizonte em Inovação Social, no valor de dois milhões de euros, para melhorar a mobilidade dos cidadãos mais idosos.

O prémio é financiado pelo Horizonte 2020, o programa de investigação e inovação da União Europeia, adiantou o comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação na conferência europeia “Novas Perspetivas para a Inovação Social”, que decorre hoje e terça-feira na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

“Hoje lançámos em Portugal um dos maiores prémios para a inovação social, um prémio de dois milhões de euros”, dos quais um milhão será atribuído ao vencedor que “inventará uma nova maneira de ajudar na mobilidade das pessoas idosas, que é hoje um problema numa população envelhecida como é a população da União Europeia”, disse Carlos Moedas aos jornalistas, à margem da conferência.

Serão ainda atribuídos quatro segundos prémios de 250 mil euros cada às soluções mais inovadoras que permitam aos cidadãos mais idosos continuar a participar em atividades sociais e manter a sua autonomia de forma saudável.

“Estamos a falar de um prémio mais ou menos da dimensão do Prémio Nobel, mas na inovação social”, frisou, congratulando-se com o facto de o prémio ter sido lançado em Portugal.

Para Carlos Moedas, “Portugal tem sido o líder da inovação social”, tanto nas “ideias como no empreendedorismo”, comparando a conferência ao “websummit da inovação social”.

Na conferência, lembrou, que em 2060, quase um terço da população da União Europeia vai ter mais de 65 anos, um valor que “é quase o dobro da atual”.

“Não temos alternativas senão inovar agora para atender às crescentes necessidades dos cidadãos mais velhos, especialmente à necessidade de melhor mobilidade”, disse, considerando que “desenhar e criar soluções de mobilidade vai permitir novas oportunidades para inovadores e empreendedores sociais”. A Comissão Europeia está à procura de soluções que possam ser replicadas e que promovam a criatividade da base para o topo ao unir inovadores e organizações da sociedade civil e dos setores público e privado.

Os projetos vencedores terão de combinar componentes tecnológicas, sociais e comportamentais e terão de ser implementados por um período de pelo menos cinco meses durante o período do concurso.

As candidaturas estão abertas a partir de hoje e até 28 de fevereiro a todas as entidades estabelecidas na União Europeia ou em países associados ao Horizonte 2020 e o prémio será entregue no segundo trimestre de 2019.

A Comissão Europeia está a apresentar um conjunto de “prémios desafiantes” sob o Horizonte 2020, o programa europeu de investigação e inovação de 77 milhões de euros que decorre entre 2014 e 2020.

O tema do prémio anunciado por Carlos Moedas foi identificado com base numa consulta pública, em que a comissão recebeu 9685 votos, com 32% a apoiar o tópico do envelhecimento da população.

A conferência, que reúne cerca de 1400 participantes, surge na sequência de uma parceria pioneira entre o Governo Português e a Comissão Europeia para a aplicação de fundos estruturais europeus exclusivamente para investimento em inovação social em Portugal.

Comentários ({{ total }})

Comissão Europeia lança prémio em inovação social de dois milhões para ajudar idosos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião