Marcelo: “Somos como um só, por Portugal”

  • ECO
  • 18 Junho 2017

Marcelo Rebelo de Sousa afirma que esta é uma hora de dor, mas é preciso guardar as interrogações e concentrar as atenções no essencial.

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou, numa comunicação ao país, que esta é uma hora de dor, mas de combate, de realojamento e de reconstrução. “Somos como um só, por Portugal”. Numa intervenção de poucos minutos, a partir de Belém, o Presidente da República afirma que “tantas dezenas de mortes representam uma tragédia quase sem precedente na história do Portugal democrático”.”

“É hora de dor, mas de combate, de resistência, de ânimo renovado e redobrado”, insistiu Marcelo, para, depois, sublinhar o papel de bombeiros, INEM, forças de segurança, autarquias locais, entre outros. “Com eles estarei de novo nos próximos dias”, acrescentou.

“Nesta hora há também interrogações e sentimentos que não podem deixar de nos angustiar”, disse Marcelo, sem nunca voltar a repetir a frase que tinha dito sábado à noite, segundo a qual ‘tinha sido feito tudo o que era possível. “A começar por sentimento de acrescida injustiça, porque a tragédia atingiu aqueles portugueses de quem menos se fala, de um país rural, isolado, com populações dispersas, mais idosas, mais difíceis de contactar, de proteger e de salvar”.

Guardemos, contudo, estes e outros sentimentos que legitimamente nos sobressaltam, inconformistas que somos no mais fundo do nosso coração”. Concentremos agora a nossa vontade no essencial, prosseguir o combate em curso, afirmou o Presidente.

PUB

Comentários ({{ total }})

Marcelo: “Somos como um só, por Portugal”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião