Eike Batista detido pela Polícia Federal brasileira

O empresário e antigo magnata brasileiro é acusado de ter subornado um ex-governador do Rio de Janeiro com perto de cinco milhões de euros.

Eike Batista foi detido pela Polícia Federal brasileira. O empresário e antigo magnata brasileiro estava foragido desde quinta-feira, dia 26, e tinha embarcado na noite de domingo no aeroporto JFK, em Nova Iorque, com destino ao Rio de Janeiro, com o objetivo de se entregar à Justiça brasileira.

Segundo o Estado de São Paulo, Eike Batista aterrou já esta manhã e foi escoltado por polícias federais assim que desembarcou na pista do aeroporto, de onde foi para o Instituto Médico Legal do Brasil para fazer um exame de corpo delito. Daí, seguiu para o Presídio Ary Franco, no Rio de Janeiro, e deverá prestar um depoimento na terça-feira.

A 26 de janeiro, a Polícia Federal tentou cumprir um mandato de detenção (decretado no dia 13) de Eike Batista, no âmbito da Operação Eficiência, que investiga um esquema de corrupção em que o empresário está envolvido. Batista é acusado de ter subornado Sergio Cabral, antigo governador do Rio de Janeiro que agora está preso, com 16,5 milhões de reais (mais de 4,8 milhões de euros), e de ter simulado a compra e venda de uma mina de ouro.

A Operação Eficiência faz parte de uma operação bem maior: a Lava Jato, nome que foi dado a uma investigação a um esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro, que envolve políticos e gigantes como a petrolífera Petrobras ou as construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez.

No dia em que a polícia tentou deter Eike Batista, o empresário não estava no país, sendo por isso considerado foragido. Agora que foi detido, arrisca ir para uma cela comum (e não privada), uma vez que não possui curso superior. A defesa de Eike Batista já disse que o empresário teme pela vida e, por isso, pede uma cela especial.

PUB

Comentários ({{ total }})

Eike Batista detido pela Polícia Federal brasileira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião