Brasil: reforma fiscal vai continuar no próximo ano

  • Leonor Rodrigues
  • 29 Dezembro 2016

Michel Temer anunciou hoje que vai continuar com as reformas do sistema tributário. E vai fazer alterações para travar o desemprego.

O presidente do Brasil, Michel Temer, anunciou esta quinta-feira que a reforma no sistema fiscal é para continuar no próximo ano. Numa conferência de imprensa em Brasília, Temer revelou também que está a preparar uma revisão das leis do trabalho em 2017.

“O executivo vai empenhar-se na reforma tributária”, disse Temer. “Penso eu: por que não levar adiante a reforma tributária? Vamos nos dedicar a esse ponto. O executivo vai empenhar-se na reforma tributária e quem sabe numa simplificação tributária nacional”, afirmou.

E, de acordo com o jornal brasileiro Valor Econômico, o governo brasileiro vai ainda fazer alterações nas leis do trabalho do país. Aos jornalistas, o presidente disse que o governo “preocupa-se enormemente” com o número elevado de desempregados no país. Neste sentido, pretende avançar com uma revisão da legislação para tentar acabar com o flagelo do desemprego.

Temer afirmou ainda que poderão ser feitas alterações ao fundo de garantia salarial com vista à libertação do dinheiro que este encerra. O dinheiro das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço “servirá para movimentar a economia”, disse o presidente do Brasil.

Michel Temer assumiu a presidência do Brasil há meio ano, depois de Dilma Roussef ter sido afastada do cargo devido às acusações de corrupção. Desde aí, o atual presidente também foi apanhado em escândalos e o povo brasileiro tem exigido a sua demissão e convocação de novas eleições: em novembro, foi acusado de abuso de poder, por ter favorecido um dos ministros do seu executivo, acusação que Temer negou.

Comentários ({{ total }})

Brasil: reforma fiscal vai continuar no próximo ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião