Frio faz disparar vendas de aquecedores

  • Lusa
  • 20 Janeiro 2017

O frio que se faz sentir no país, com as temperaturas a baixarem de zero em algumas regiões, levou a aumentos expressivos nas vendas de aquecedores. Praticamente duplicaram face ao ano passado.

As lojas de eletrodomésticos estão a registar aumentos de cerca de 100% nas vendas de aparelhos de climatização neste início de janeiro. A culpa é do frio que se faz sentir no país, com as temperaturas a baixarem de zero em algumas regiões.

“A Worten confirma um acréscimo significativo na procura de equipamentos de climatização nas últimas semanas”, disse à Lusa fonte ligada à empresa, associando o acréscimo “às baixas temperaturas que se fazem sentir”.

Entre 26 de dezembro do ano passado e os primeiros 15 dias de janeiro houve um acréscimo nas vendas na ordem dos 90% face a igual período do ano passado, tendo sido vendidas mais de 30 mil unidades de equipamentos de climatização.

“Os aquecedores elétricos continuam a ser os [aparelhos] mais procurados, seguindo-se os irradiadores a óleo. Nas últimas três semanas, a venda de aquecedores elétricos praticamente duplicou”, adiantou a mesma fonte.

Os hipermercados Jumbo tiveram um crescimento superior a 100% no mês de janeiro nas vendas de aparelhos de climatização, nomeadamente aquecedores a óleo e termoventiladores.

De acordo com fonte da empresa, idêntico crescimento está a ser notado na venda de outros produtos como lareiras, lenhas, pellets e outros.

Grande parte de Portugal continental tem estado sujeito a temperaturas mínimas negativas nos últimos dias. A descida das temperaturas levou até à queda de neve em regiões improváveis como o Algarve.

Comentários ({{ total }})

Frio faz disparar vendas de aquecedores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião