5 coisas que precisa de saber antes de abrirem os mercados

Atenção máxima no BCP, que anunciou um aumento de capital com um desconto que deverá provocar mossa no PSI-20. E isto no dia em que Barack Obama se despede publicamente enquanto Presidente dos EUA.

Quando o ECO avançou em exclusivo, esta segunda-feira, que o BCP vai aumentar o capital do banco em 1,3 mil milhões de euros, as ações do banco português caíram. O BCP deverá continuar na mira dos investidores esta terça-feira, com o mercado a ajustar-se ao desconto com que o aumento de capital vai ser realizado. Outro ponto de interesse passará por aquilo que o INE vai revelar acerca dos dados relativos à exportação e ao volume de negócios. Nos EUA, Barack Obama presenteia o mundo com o discurso de despedida, ao mesmo tempo que o American Petroleum Institute revela as reservas semanais de energia.

BCP em mínimos?

O BCP anunciou esta segunda-feira que vai avançar com um aumento de capital no valor de 1.300 milhões de euros. A operação deverá manter os títulos do banco sob pressão perante o desconto que vai ser aplicado neste reforço de capital, devendo atirar novamente os títulos para os cêntimos.

Juros da dívida

Depois de uma semana de tensão no mercado da dívida portuguesa, os juros associados às obrigações a dez anos observaram uma tendência de algum alívio na sessão desta segunda-feira. A taxa baixou dos 4% e o ministro das Finanças Mário Centeno aposta em mais descidas dos juros em função do bom desempenho da economia.

Outlook exportador

O Instituto Nacional de Estatística (INE) vai revelar esta terça-feira as Perspetivas de Exportação de Bens, um indicador que resulta de um inquérito às empresas exportadoras e que mede o sentimento em relação às vendas de bens ao estrangeiro. A autoridade estatística divulga ainda o volume de negócios na indústria, dados relativos a novembro de 2016.

Obama’s out

Barack Obama realiza esta terça-feira o seu último discurso enquanto Presidente norte-americano, na cidade onde passou a maior parte da sua vida, Chicago. As horas do discurso ainda não estão definidas, mas a despedida deverá ser acompanhada com interesse depois da onda de sanções que o Governo americano aplicou à Rússia.

Reservas energéticas nos EUA

Ainda nos EUA, o American Petroleum Institute vai revelar as reservas semanais de energia, um indicador sempre relevante para avaliar o atual estado de consumo energético na maior economia do mundo. Os dados surgem aproximadamente uma semana depois de o acordo da OPEP ter sido posto em prática. A OPEP reuniu-se no fim do ano passado para fixar um teto à produção petrolífera, de modo a equilibrar os preços no mercado.

PUB

Comentários ({{ total }})

5 coisas que precisa de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião