Pharol dá luz ao PSI-20 quatro sessões depois

  • Ana Luísa Alves
  • 2 Fevereiro 2017

Lisboa inverteu caminho e somou ganhos no fecho da sessão desta quinta-feira. A bolsa nacional registou uma subida de mais de 0,5%, com apenas quatro cotadas no vermelho.

O principal índice português abriu a sessão desta quinta-feira a cair, mas encerrou no verde, com algumas cotadas a inverter caminho ao longo do dia.

O PSI-20 registou uma valorização de 0,68% para os 4.498,21 pontos. A ajudar aos ganhos em Lisboa esteve a Pharol, com uma escalada de mais de 3% para os 29 cêntimos por ação. A empresa de Palha da Silva continua a brilhar, e as ações já valorizaram mais de 40% desde o início do ano, o melhor desempenho em Lisboa. Isto tudo acontece numa altura em que a Oi continua o seu plano de recuperação judicial.

Além da valorização registada pela Pharol, as cotadas que mais subiram foram o grupo EDP e os CTT. Quanto ao setor energético, a empresa de António Mexia inverteu o caminho que seguia na abertura da sessão, e avançou no fecho 1,24% para os 2,70 euros e a subsidiária EDP Renováveis subiu 0,30% para os 5,96 euros. Os CTT, cujas ações somaram 1,36%, recuperaram das quedas acentuadas nas últimas sessões.

Nota negativa para o setor financeiro. As ações do BCP desceram 1,16% para os 16 cêntimos por ação, no dia em que terminou o período de subscrição de direitos do aumento de capital. O anúncio da distribuição dos direitos é feito amanhã, sexta-feira. Também as ações do BPI caíram uns ligeiros 0,09% para os 1,13 euros.

Lá por fora, os principais índices europeus encerraram num misto de sentimentos. Na Alemanha, a desvalorização de 0,18% do DAX deveu-se aos resultados apresentados pelo Deutsche Bank, com um prejuízo de 1,9 mil milhões de euros no último trimestre do ano passado.

Comentários ({{ total }})

Pharol dá luz ao PSI-20 quatro sessões depois

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião