Herdeiro da Samsung suspeito em escândalo de corrupção na Coreia do Sul

  • Lusa
  • 11 Janeiro 2017

O herdeiro da Samsung Lee Jae-Yong foi declarado suspeito na investigação ao escândalo de corrupção que envolve a Presidente destituída da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, informou o Ministério Público.

Lee Jae-Yong , vice-presidente da Samsung Electronics e filho do presidente do Samsung Group, Lee Kun-Hee, será interrogado como “suspeito” com relação a subornos, segundo o Ministério Público.

“Decidimos questionar Lee amanhã de manhã (…) como suspeito”, disse Lee Kyu-Chul, porta-voz da equipa de procuradores especiais que investiga o escândalo.

O caso está centrado em Choi Soon-Sil, amiga de Park Geun-Hye, que é acusada de usar a sua ligação à Presidente para coagir grandes empresas a “doar” dezenas de milhões de dólares a duas fundações sem fins lucrativos, que Choi depois usava.

A Samsung foi o maior doador destas fundações. É também acusada de dar, em separado, milhões de euros a Choi Soon-Sil para financiar as aulas de equitação da filha na Alemanha, de modo a cair nas suas boas graças.

O Ministério Público interrogou Lee e outros responsáveis de topo da Samsung durante vários meses. Os quadros da empresa alegaram que, apesar de terem sido coagidos a doar dinheiro, nunca pediram nada em troca e por isso os pagamentos não eram subornos.

O Ministério Público investiga se a Samsung subornou Choi para conseguir a aprovação estatal de uma controversa fusão – entre a Cheil Industries e a Samsung C&T – em 2015.

Park Geun-Hye, acusada de conluio com Choi, foi destituída pelo parlamento no mês passado mas tem negado qualquer má conduta.

O Tribunal Constitucional analisa agora a validade da sua destituição. Choi Soon-Sil será julgada por crimes como coerção e abuso de poder.

PUB

Comentários ({{ total }})

Herdeiro da Samsung suspeito em escândalo de corrupção na Coreia do Sul

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião