CR7 ganhou milhões este ano. Mas não foi o único

  • Ana Luísa Alves
  • 29 Dezembro 2016

Do palco para o desporto e atravessando cinco décadas. As celebridades que mais ganharam este ano, na Europa, nasceram entre Portugal e a Sérvia, e totalizaram 697,5 milhões de dólares.

No top 10 europeu das pessoas que ganharam mais este ano aparece Cristiano Ronaldo. Mas se pensa que o melhor do mundo foi aquele que ganhou mais, engana-se. A banda One Direction conseguiu ficar à frente do craque, que aparece em segundo lugar no ranking da Forbes.

Em 2015, a banda One Direction anunciou que cada elemento do grupo seguiria o seu caminho. Mas as contas bancárias do grupo, em algum momento, podem fazer com que se voltem a reunir-se. Este ano, a banda terá gerado cerca de 110 milhões de dólares, depois dos acordos milionários fechados com a Pepsi e a Colgate. Os One Direction foram, assim, a banda que mais ganhou este ano, na Europa.

É na música que se ganha mais

Harry Styles, membro dos One Direction, é o mais novo de uma lista de 22 celebridades, sendo Charlie Watts, baterista dos Rolling Stones o mais velho: ambos provam a longevidade e o valor das bandas britânicas. Os Rolling Stones arrecadaram 66,5 milhões no último ano, com as tours feitas e não só.

Depois da banda britânica, foi Adele a cantora que mais ganhou, chegando aos 80,5 milhões de dólares. Ao contrário de outros cantores, a maioria da sua fortuna provém das vendas recorde do seu álbum “25” e não dos concertos que deu.

A nível mundial, Taylor Swift foi a cantora que ganhou mais, uma soma de 170 milhões de dólares, seguindo-se Madonna com 76,5 milhões, e Rihanna com 75 milhões. Adele foi a única que fez milhões na Europa.

Fora do palco, em segundo lugar, Cristiano Ronaldo, com 88 milhões de dólares, o tenista Roger Federer, com 68 milhões e, em quarto lugar, Novak Djokovic, com 56 milhões de dólares. Em quinto lugar aparecem os Rolling Stones, que fizeram 66,5 milhões de dólares, em sexto o cantor Calvin Harris, com 63 milhões de dólares e, em sétimo, Paul McCartney, com 56,5 milhões de dólares.

Parte da fortuna dos atletas, nomeadamente a do sérvio Djokovic — que aparece em oitavo lugar, com 56 milhões de dólares –, vem das parcerias feitas com a Nike, Rolex, Mercedes-Benx e o Credit Suisse e a de Cristiano Ronaldo, de patrocínios também da Nike, Tag Heuer e Sacoor Brothers.

Em nono lugar estão os U2: a banda irlandesa fez 55 milhões de dólares. A última celebridade da lista é Gordon Ramsay. O chef britânico fez 54 milhões de dólares com as receitas dos programas de televisão, MasterChef, Msterchef Junior e Hell’s Kitchen, do qual tira um salário de 400 mil dólares por episódio, e com os lucros dos 30 restaurantes que tem.

No total, estas 10 celebridades fizeram 697,5 milhões de dólares. Os ganhos deste ano são calculados tendo em conta o período compreendido entre junho de 2015 e junho de 2016. O dinheiro pago aos agentes, managers e advogados não foi deduzido nas contas.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Comentários ({{ total }})

CR7 ganhou milhões este ano. Mas não foi o único

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião