Muitos SUV, elétricos e até carros voadores. Conheça as novidades do Salão de Genebra

O Salão Automóvel de Genebra abriu ao público. E traz muitas novidades. Desde SUVs coupé, até à proliferação de ofertas elétricas, passando pelas tradicionais "bombas". Há até um carro que voa.

O Salão Automóvel de Genebra, na Suíça, é um dos mais importantes do Velho Continente. E são muitas as marcas que aproveitam a montra para apresentarem as novidades. Há muitas estreias mundiais, com os SUV em grande destaque. Há desde os coupé aos elétricos, sendo que a eletrificação da indústria é cada vez mais uma realidade. O futuro pode ainda passar por carros que… voam.

Não faltam as tradicionais “bombas” no 88º Salão de Genebra. Ferrari, com o 488 Pista, Porsche, com o 911 GT3 RS, Lamborghini, com o Huracan Performante, e McLaren, com o Senna, têm sempre lugar de destaque, mas se há algo que esta exposição deixa bem patente é que quase todas as marcas estão a ligar os seus carros à corrente. É o caso da Rimac, que apresenta o C_Two, um elétrico com 1.914 cv de potência. Sim, leu bem!

O modelo da empresa criada por Mate Rimac é, verdadeiramente, um monstro. Vai dos 0 aos 100 km/h em cerca de 1,85 segundos. A velocidade máxima é de 412 km/h e atinge 300 km/h em 11,8 segundos, querendo pôr à prova os modelos de Elon Musk, da Tesla. Mas também outras marcas, como é o caso da Porsche que em vez do Mission E levou à feira o Mission E Cross Turismo.

Os dois motores elétricos do Mission E Cross Turismo desenvolvem mais de 600 cv, permitindo-lhe acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de 3,5 segundos e chega aos 200 km/h em menos de 12. Se estes números impressionam, a fabricante do mítico 911 apresenta outros: a bateria carrega-se em apenas 15 minutos para um ciclo de autonomia de 400 km.

Enquanto a Porsche traz aquilo a que chama um CUV, um Cross Utility Vehicle, a Jaguar fica-se pelos SUV, assim como a generalidade das fabricantes. Mas não é um SUV qualquer. O I-PACE é a primeira proposta 100% elétrica da marca do felino, sendo que enquanto os restantes são ainda ideias, os 400 cv da Jaguar chegam às estradas muito em breve. Já pode ser encomendado em Portugal. O preço? Começa nos 80.400 euros.

Se o I-PACE deslumbra, a Land Rover não fica atrás. A fabricante de SUV de luxo resolveu tirar algumas portas ao Range Rover, transformando-o num coupé. O Range Rover SV Coupé terá apenas 999 unidades, sendo que a previsão de entrega aos clientes será no quarto trimestre deste ano. A exclusividade paga-se. Em Portugal será preciso pagar um cheque de cerca de 360 mil euros.

Não é, contudo, o único coupé a centrar atenções. Mercedes e BMW também apresentaram em Genebra dois coupé de luxo que prometem fazer virar muitas cabeças quando estiverem na estrada. Do lado da marca da estrela foi apresentado o Mercedes-AMG GT Coupé de 4 Portas, uma “bomba” com 639 cv, enquanto a BMW lançou o M8 Grand Coupé que terá uma potência entre os 600 e os 700 cv. O alvo é o Panamera, da Porsche.

Híbridos… e o fim do diesel

O “supercarro” familiar da BMW será um híbrido, tecnologia que está cada vez mais presente em cada lançamento. A Bentley apresentou o Bentayga Hybrid. Já entre as marcas mais acessíveis ao público em geral, destaque para a Audi, com o novo A6. Todas as motorizações do A6 vão recorrer a um sistema semi-híbrido.

Com a combinação de um motor a gasolina e um elétrico vem também o novo Auris, da Toyota, o primeiro modelo da marca a abandonar o diesel, depois de tanta polémica em torno das emissões e manipulações de emissões de gases poluentes. De resto, o Auris está completamente renovado, assim como o estão outros modelos de marcas como a Mazda, com o 6, a Peugeot, com o 508, ou a Hyundai, com o Santa Fé, ou a V60 da Volvo.

Carro voador? Sim. Já pode encomendar

Enquanto a maioria das fabricantes de automóveis de concentra no que está debaixo do capot, apresentando soluções cada vez mais eficientes, há outras marcas que optam por transformar o conceito de automóvel. Se há pouco mais de um ano a Airbus fez furor ao apresentar um carro voador em parceria com a Uber, desta vez o foco vai para a PAL-V.

Com o design de um pequeno helicóptero, o PAL-V Liberty é um carro de dois lugares que está perto de obter a certificação para poder chegar às estradas, mas também ao ar. É o primeiro carro voador a poder ser comercializado para o grande público, mas é preciso que quem o compra tenha aulas… de voo.

O preço é elevado: custa 480 mil euros na versão mais recheada de extras, valor este que já inclui aulas de voo. Depois é fazer-se aos céus. Converter o PAL-V de carro para avião, ou vice-versa, é um processo que demora cinco a 10 minutos. De acordo com a marca, a autonomia na estrada será de 1.300 km e, no ar, de 500 km. E para aterrar? É preciso uma estrada com algum espaço. E sem buracos, de preferência.

Comentários ({{ total }})

Muitos SUV, elétricos e até carros voadores. Conheça as novidades do Salão de Genebra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião