Revista de imprensa internacional

Onde está Valls na campanha presidencial, o que faz o chefe do combate ao crime financeiro sair do Deutsche Bank, e os motoristas da Uber não serão empregados? Seis histórias que marcam a atualidade.

Esta quinta-feira fala-se de banca: em Espanha, onde os bancos mudam as regulamentações dos custos das hipotecas para evitarem problemas legais; na Alemanha, onde um novo portal promete criar espaço para denúncias de crimes financeiros; na Grécia, onde o Governo se arrisca a perder de vez milhares de milhões injetados nos bancos em 2015. Leia aqui as seis notícias que marcam a atualidade mundial.

El País

Cinco bancos espanhóis passam a suportar parte dos gastos das hipotecas

Como resposta à decisão do Supremo Tribunal espanhol, que concluiu que era errado obrigar o cliente a pagar todos os gastos de formalizar uma hipoteca quando deveriam ser os bancos a suportá-los, o Santander, o CaixaBank, o Bankia, o Ibercaja e o Sabadell já decidiram reformular os seus estatutos de forma a suportar parte desses gastos, para evitar consequências futuras. Os bancos visados diretamente pela sentença, o BBVA e o Popular, não garantem fazer o mesmo. Leia a notícia completa no El País. (Conteúdo em espanhol / Acesso gratuito)

Le Figaro

Campanha presidencial de Valls com dificuldade em descolar

As primárias da esquerda em França aproximam-se. A direita já escolheu o candidato há largas semanas e o selecionado, François Fillon, está a fazer campanha de vento em pompa para as presidenciais. À extrema-direita, também Marine Le Pen marca a atualidade francesa diariamente. É na esquerda que existem problemas: um dos favoritos, Manuel Valls, nem sequer começou a fazer campanha desde que anunciou a sua candidatura, faz um mês. Será que a esquerda vai ter candidato? Leia a notícia completa no Le Figaro. (Conteúdo em francês / Acesso gratuito)

Wall Street Journal

Novo chefe do combate ao crime financeiro sai do Deutsche Bank

Peter Hazlewood queria contratar centenas de funcionários para ajudar a fiscalizar as más práticas financeiras no gigante da banca alemã, mas o novo diretor do combate ao crime financeiro, que tomara posse só há meio ano, vai afinal sair do posto. Em parte, a saída será motivada por esses pedidos recorrentes de mais funcionários e mais recursos, tendo alguns executivos também manifestado desagrado com o seu estilo de liderança. Leia a notícia completa no Wall Street Journal. (Conteúdo em inglês / Acesso pago)

Deutsche Welle

Regulador alemão da banca cria portal para denúncias de más práticas

O supervisor bancário alemão, o BaFin, introduziu um portal digital onde funcionários do setor financeiro podem denunciar crimes de corrupção ou de lavagem de dinheiro, mas há quem critique a iniciativa por não ir longe o suficiente. “A única coisa que isto protege é a identidade deles”, disse o dirigente de uma ONG que protege a liberdade de expressão. “Não existe proteção contra a retaliação: ser despedido, ser assediado, ser despromovido”. Leia a notícia completa na Deutsche Welle. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

Reuters

Suíça: motoristas da Uber são empregados e valem contribuições para a Segurança Social

A agência suíça que fornece o seguro obrigatório contra acidentes de trabalho decidiu que os motoristas na aplicação da Uber não são freelancers, mas sim empregados da empresa, e que a Uber deve portanto fazer contribuições sociais por eles. A Uber sublinhou que a decisão da agência não é final, e que poderia recorrer aos tribunais para a contestar. Leia a notícia completa na Reuters. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

Kathimerini

Governo grego poderá perder todo o dinheiro que usou para salvar bancos

São 25 mil milhões de euros que o Estado grego se arrisca a perder quando as garantias bancárias da altura da primeira recapitalização, em 2015, expirarem no final de 2017. Aquando da recapitalização de vários bancos gregos, o Governo injetou fundos que esperava vir a reaver, pelo menos em parte, quando a crise acabasse e os bancos voltassem a ser principalmente privados. Agora que o prazo final das garantias se aproxima, o dinheiro pode estar perdido. Leia a notícia completa no Kathimerini. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

PUB

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião