Prejuízos da Sonae Capital multiplicam-se. Aumentam mais de dez vezes

  • Lusa
  • 9 Novembro 2018

De perdas de 500 mil, a empresa liderada por Cláudia Azevedo passou para prejuízos de mais de seis milhões de euros.

A Sonae Capital registou até setembro um prejuízo de 6,31 milhões de euros, que compara com os 500 mil euros de perdas registadas no período homólogo, sobretudo, devido ao nível de amortizações.

De acordo com o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), no período de referência, o nível de amortizações foi influenciado pelas aquisições no segmento Energia e Fitness no valor de 4,2 milhões de euros.

Por sua vez, entre janeiro e setembro, o resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) consolidado avançou 6,3% para mais de 19 milhões de euros.

Até setembro, o volume de negócios consolidado da Sonae Capital subiu 15,4% para quase 151 milhões de euros.

“Nos primeiros nove meses de 2018, o investimento bruto situou-se em 25,9 milhões de euros, consequência, sobretudo dos investimentos na aquisição da cadeia de fitness PUMP, na aquisição do Clube Lagoas Park e ao início do processo de investimento no projeto de desenvolvimento de uma cogeração alimentada a biomassa no segmento de energia”, lê-se no documento.

Já a dívida líquida da empresa cresceu 24,1%, face ao período homólogo, para quase 136 milhões de euros.

Comentários ({{ total }})

Prejuízos da Sonae Capital multiplicam-se. Aumentam mais de dez vezes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião