Não recebeu a encomenda no Natal? Seur fala em pico em Lisboa. Vai contratar 60 funcionários

  • ECO
  • 27 Dezembro 2017

Lisboa foi a região com o maior fluxo de atividade em toda a Península Ibérica, diz a transportadora que vai reforçar as entregas durante os feriados e contratar mais de 60 profissionais.

A Seur, transportadora responsável pelas encomendas a partir da Amazon espanhola, tem estado no centro das atenções, mas não pelos melhores motivos: muitos presentes não chegaram a tempo do Natal. E outras tantas ainda continuam por entregar. Ao ECO, a empresa fala num pico, com Lisboa a registar o maior aumento de encomendas na Península Ibérica. Para acelerar as entregas, vai trabalhar aos feriados. E até contratar mais funcionários.

Apesar dos preparativos para a quadra natalícia com três meses de antecedência, a empresa afirma que as previsões de crescimento da atividade em 20% foram “amplamente excedidas”, afirma Mónica Rufino, diretora geral da transportadora em Portugal, em resposta às questões enviadas pelo ECO. Porquê? A culpa é das “promoções mais agressivas e de duração alargada [destas mesmas campanhas], face anos anteriores”.

O crescimento foi exponencial. E Lisboa destacou-se. “Não há nenhuma outra região em toda a península ibérica que tenha registado este aumento”, diz, apontando para um crescimento de 95% das encomendas face à media habitual. Ou seja, as encomendas feitas online pelos lisboetas praticamente duplicaram.

"Este enquadramento provocou um aumento generalizado da atividade para todo o setor de transporte urgente, com um caráter absolutamente excecional especialmente na região de Lisboa, que cresceu mais de 95% da média do ano.”

Mónica Rufino

Diretora geral da SEUR Portugal

A transportadora garante que já contratou mais de 60 profissionais na área da distribuição, “representando um aumento de 20% em relação à força de trabalho usual”, mas a resposta não será “tão imediata quanto o desejado” já que é necessária formação. Reforço é também a palavra de ordem no serviço ao cliente, quer seja por telefone ou pelas redes sociais. Além disso, a transportadora irá proceder a entregas em feriados e colocará encomendas em pontos de venda específicos.

Entre outubro e 14 de dezembro, a Seur recebeu 170 reclamações. Os atrasos das entregas e as dificuldades de contacto são as queixas mais frequentes, avança o Portal da Queixa. Segundo a mesma fonte, as empresas de transporte de encomendas receberam mais 212% de reclamações durante o mesmo período, face aos dados de 2016, o que representa um total de 2.165 denúncias de clientes insatisfeitos.

Comentários ({{ total }})

Não recebeu a encomenda no Natal? Seur fala em pico em Lisboa. Vai contratar 60 funcionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião