Depois da quebra, produção automóvel dispara em janeiro

Os construtores de automóveis a operar em Portugal produziram, no primeiro mês do ano, 12.607 novas viaturas. Um crescimento de mais de 50% após uma quebra no total de 2016.

A produção nacional de automóvel travou no ano passado, mas está a arrancar a alta velocidade este ano. Os dados da ACAP revelam que em janeiro foram produzidas 12.607 novas viaturas em Portugal. Foi um crescimento de mais de 50% que, diz a associação, revela que “o setor da construção automóvel está em retoma”.

“Os construtores de automóveis a operar em Portugal produziram, no mês passado, 12.607 novas viaturas, o que representa uma subida de 51,5% em relação ao mesmo período do ano passado, em que apenas 8.317 viaturas foram produzidas”, refere a ACAP. A produção já tinha aumentado em dezembro, mas mesmo assim, em 2016 ficou 8,6% abaixo da registada no ano anterior.

“Esta ligeira subida vem atenuar o cenário de quebra nos ritmos de produção, registada ao longo de todo o ano de 2016, e remete-nos para valores semelhantes aos de 2015”, salienta a ACAP, notando que entre os vários tipos de automóveis apenas se registou uma quebra no casos dos comerciais ligeiros. Nas restantes, praticamente duplicou.

“No mês de janeiro, por tipos de veículos automóveis, apenas se registam valores negativos (-8,2%) no fabrico de comerciais ligeiros, sendo que a produção de ligeiros de passageiros e de veículos pesados registaram um aumento de 116,5% e 86,3%, respetivamente”, salienta a ACAP. Entre os ligeiros de passageiros, a Volkswagen liderou com 4.303 automóveis fabricados, seguida pela Seat com 2.232, a Peugeot com 968 e, finalmente a Citroen com 628 veículos produzidos.

Mais exportações

Os números de janeiro “ilustram, uma vez mais, o peso que as exportações representam para o setor automóvel já que 96,2% dos veículos fabricados em Portugal têm como destino o mercado externo, o que, note-se, contribui de forma significativa para a economia nacional”, refere a ACAP, acrescentando que a Europa é o principal destino.

“A Europa continua a ser o mercado líder nas exportações dos veículos fabricados em Portugal – totalizando 80,4% – com Espanha (17,1%) e Alemanha (15,9%) no topo da lista. Em termos geográficos o mercado asiático, encabeçado pela China (14,2%), mantém o segundo lugar nas exportações de automóveis ‘made in Portugal’”, conclui.

Comentários ({{ total }})

Depois da quebra, produção automóvel dispara em janeiro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião