Mr. and Mrs. Love, conheça o Tinder à portuguesa

Nova plataforma de webdating quer aumentar a segurança na marcação de encontros: agora, além de poder conhecer desconhecidos, o encontro pode ser mediado por um profissional.

Mr. and Mrs Love é lançada em março de 2017.D.R.

Foi num dia de trabalho que João Simões, 32 anos, percebeu que ali, no meio das tarefas que tinha por cumprir, havia uma oportunidade de negócio. É que o engenheiro viu que, no meio das relações que nasciam na empresa onde trabalhava, a agência matrimonial Amore Nostrum, havia maneira de inovar: a lacuna entre começar a falar com um desconhecido e marcar o encontro. “Muitas pessoas, sobretudo a partir dos 40 anos, sentem-se inseguras para marcar encontros. Percebi que ali podia haver uma oportunidade“, explica João, em entrevista ao ECO.

Foi nesse momento que nasceu a ideia de criar a Mr. and Mrs. Love, uma plataforma que é mais do que apenas um site para marcar encontros e conhecer pessoas. “Com os avanços tecnológicos, de aplicações e webdating, começámos a detetar uma lacuna no mercado. Quisemos inovar introduzindo um acompanhamento profissional de psicólogos. No online não existe a possibilidade de acompanhamento, de toque humano, para evitar essa insegurança no processo de interação.” Uma espécie de Tinder com “dedo” português.

 

Da ideia à prática passaram alguns meses, muitas horas de trabalho e vários investidores portugueses, cujo número ou nome João evita revelar.

"A ideia da Mr. and Mrs. Love é conciliar o melhor dos dois mundos: a comodidade de um serviço online com a possibilidade de uma interação pessoal assistida.”

João Simões

Fundador da Mr. and Mrs. Love

O passo seguinte foi montar a estrutura: numa primeira fase, a Mr. and Mrs. Love funciona apenas como plataforma online mas a ideia é que evolua para uma aplicação. E se Portugal vai servir de mercado de teste, a ideia da equipa é que o crescimento se faça no mundo inteiro, tendo como mercados com maior potencial a Europa e o Estados Unidos.

A utilização é simples: o utilizador regista-se e fica automaticamente apto para comunicar com outros utilizadores através da plataforma. Existem dois tipos de utilizadores: os regulares (a subscrição varia entre 40 e 70 euros, dependendo da duração) e os premium (199 euros/três meses), que contam com vantagens como acesso a perfis validados pela equipa de psicólogos e a possibilidade de marcarem encontros nas várias agências que a parceira da startup, a Amore Nostrum, tem espalhadas por todo o país (Braga, Porto, Coimbra, Viseu, Leiria, Lisboa e Faro).

“Acredito que estas estratégias ajudam a tornar o webdating o mais seguro possível, permitindo às pessoas conhecerem-se com a presença de uma terceira pessoa e num sítio neutro. Além de que, os nossos utilizadores terão também acesso a uma série de conteúdos e contactos ligados à saúde, ao bem-estar, entre outros temas”, conclui João. Nos planos futuros está a consolidação do mercado nacional ainda este ano: a Mr. and Mrs. Love quer chegar aos 5.000 utilizadores até final de 2017.

Comentários ({{ total }})

Mr. and Mrs. Love, conheça o Tinder à portuguesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião