PSD pede audição de Centeno e Domingues

O PSD apresentou hoje um requerimento na comissão de inquérito à CGD pedindo a audição no parlamento de Mário Centeno e de António Domingues.

O PSD apresentou hoje um requerimento na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) pedindo a audição no parlamento do ministro das Finanças, Mário Centeno, e do anterior presidente executivo do banco público, António Domingues.

Ao pedido de audições junta-se o desejo dos sociais-democratas de terem acesso ao plano de capitalização e reestruturação da CGD aprovado em junho de 2016 pelas instituições europeias, então com Domingues à frente do banco. O PSD, coordenado pelo deputado Hugo Soares na comissão de inquérito, quer conhecer o “nível de aplicação” do plano e o detalhe dos “movimentos e operações respetivas” do mesmo, indica o requerimento dos sociais-democratas, a que a agência Lusa teve acesso.

No texto, o PSD diz que PS, BE e PCP criaram uma “rutura” com o “tradicional consenso em torno dos procedimentos habituais de uma comissão de inquérito”, chumbando novas audições e acesso a documentos. Os sociais-democratas advogam que faltam ainda “respostas claras e inequívocas” de Centeno, e sublinha que os testemunhos passados do ministro na comissão de inquérito são “manifestamente incoerentes” com as palavras de António Domingues e José de Matos, também antigo presidente da CGD.

Na quinta-feira os deputados da comissão reúnem-se para definir a metodologia da “calendarização dos trabalhos”, de acordo com a página Internet do parlamento.

Comentários ({{ total }})

PSD pede audição de Centeno e Domingues

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião