Banca pesa em Nova Iorque. Nasdaq toca recorde

Enquanto o setor financeiro colocou pressão no S&P 500 e no Dow Jones, o Nasdaq conseguiu valorizar. O índice tecnológico atingiu um novo recorde.

Ao quinto dia do ano, o terceiro em que houve negócios na bolsa norte-americana, Wall Street contrastou com a Europa. Os principais índice fecharam em queda, tendência comandada pelo setor financeiro: o Wells Fargo e o Bank of America foram os mais castigados. Já as tecnológicas deram um novo recorde ao Nasdaq.

O Wells Fargo caiu 1,6% e o Bank of America 1,2%, acompanhados pelo JPMorgan Chase (-0,92%) e o Goldman Sachs (-0,85), ambos a influenciarem negativamente o Dow Jones. O índice fechou com uma queda de 0,21% para os 19.899,29, afastando-o novamente da barreira dos 20 mil pontos. Além disso, a ExxonMobil foi das empresas mais castigadas (-1,50%), após a notícia da reforma do atual CEO, que vai ser o próximo secretário de Estado.

Também a Time Warner fechou em terreno negativo com uma descida de 1,70%. A empresa centrou atenções por causa da aquisição pela AT&T, cuja transação Donald Trump quer travar. A empresa está incluída no S&P500, outro dos índices da bolsa de Nova Iorque que foi castigado esta quinta-feira com uma queda de 0,08% para os 2.269 pontos.

Já o Nasdaq foi o único que fechou em terreno positivo com uma valorização de 0,2% para os 5.487,94 pontos. Conseguiu, assim, tocar mais um máximo histórico.

Esta quinta-feira, o dólar caiu para o mínimo de um mês, segundo o MarketWatch, prolongando a queda da sessão de quarta-feira, após a divulgação das minutas da reunião de dezembro da Reserva Federal. Os membros da Fed revelaram que estão preocupados com os efeitos das políticas económicas expansionistas de Donald Trump, o que poderá pressionar a mais rápidas subidas da taxa de juro em 2017.

Na Europa, o cenário foi diferente: o Stoxx 600 fechou a sessão a subir ligeiramente 0,02%; em Londres, o índice FTSE subiu 0,08% para os 7195,31 pontos e semelhante subida aconteceu em Milão, onde a FTSE MIB avançou 0,08% para os 19642.81 pontos.

Editado por Paulo Moutinho

PUB

Comentários ({{ total }})

Banca pesa em Nova Iorque. Nasdaq toca recorde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião