Fed: Subida mais rápida dos juros em cima da mesa

A Reserva Federal norte-americana está preocupada com os efeitos das políticas económicas de Donald Trump. Admite, nas minutas, acelerar o ritmo de subida dos juros nos EUA.

Três semanas depois, eis as minutas da última reunião de 13 e 14 de dezembro da Reserva Federal norte-americana onde os governadores decidiram aumentar a taxa de juro. A Fed está preocupada com as políticas económicas que possam vir a ser adotadas por Donald Trump que poderão forçar Janet Yellen a acelerar o ritmo de subida dos juros nos EUA.

Trump pode obrigar o banco central a acelerar o passo dos aumentos da taxa de juro para combater um aumento muito rápido da inflação, caso os estímulos da nova administração tenham um grande impacto num futuro breve, principalmente ao nível da taxa de desemprego (aumentando os rendimentos, logo colocando pressão nos preços).

O presidente-eleito dos EUA promete investimentos em infraestruturas, cortes nos impostos, menos regulação e mais investimentos nos EUA, com possíveis castigos para as empresas que quiserem investir fora do país. As incertezas relacionadas com essas medidas de Trump e os seus efeitos pesaram na discussão sobre como deverão ser os próximos momentos da política monetária norte-americana.

Quase todos os participantes indicaram que os riscos que se antecipam, fruto dos dados do crescimento económico, aumentaram. “Os participantes enfatizaram a sua considerável incerteza acerca do timing, tamanho e composição de qualquer iniciativa política fiscal ou económica assim como sobre como essas políticas podem vir a afetar a procura agregada e a oferta”, pode-se ler nas minutas divulgadas esta quarta-feira no seu site oficial.

Foi na reunião de dezembro que a Fed avançou com a segunda subida da taxa de juro em oito anos, elevando a taxa para o intervalo entre 0,5% e 0,75%. A última vez que a taxa de juro tinha subido foi exatamente há um ano, em dezembro de 2015. A previsão atual é que a Fed aumente três vezes a taxa em 2017, acompanhando a política económica de estímulo do novo presidente dos Estados Unidos da América.

Editado por Paulo Moutinho

PUB

Comentários ({{ total }})

Fed: Subida mais rápida dos juros em cima da mesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião