Ainda há 47 milhões em notas de escudo por trocar

  • ECO
  • 26 Dezembro 2017

Os portugueses tem guardados, por esquecimento ou por colecionismo, 46,6 milhões de euros em notas de escudo que deixam de poder ser trocadas no dia 1 de janeiro.

Com o início do próximo ano, 4,2 milhões de notas de escudo que os portugueses ainda mantêm em casa deixam de poder ser trocadas, estas no valor de 46,6 milhões de euros. Os dados são do Banco de Portugal e foram avançados pelo Diário de Notícias, esta terça-feira.

As notas que vão deixar de ser aceites para troca pelo regulador bancário serão a de dez mil escudos, com a efígie de Egas Moniz, a de cinco mil escudos, representada por Antero de Quental, a de dois mil escudos, com Bartolomeu Dias, e a de mil escudos, com o rosto de Teófilo Braga.

Entre estas, são 2,7 milhões as notas de mil escudos que continuam guardadas, o que equivale a 13 milhões de euros, e 400 mil as de cinco contos, ou seja, 18 milhões de euros. Assim, até 29 de dezembro, pode dirigir-se a um balcão de um banco para trocar estas notas, sendo que o prazo de troca assinala os 20 anos desde que estas saíram de circulação.

A partir de 1 de janeiro restam apenas seis notas a serem aceites para troca: as de dois, cinco, dez e mil escudos, e ainda uma de quinhentos. São ainda 107,1 milhões de euros guardados por esquecimento ou por colecionismo.

Comentários ({{ total }})

Ainda há 47 milhões em notas de escudo por trocar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião