Grécia: BCE mantém limite de provisão de liquidez de urgência

  • Lusa
  • 16 Fevereiro 2017

Manutenção do limite máximo do mecanismo de provisão de liquidez de urgência em 46.300 milhões de euros reflete a estabilização da liquidez do sistema bancário.

O Banco Central Europeu (BCE) manteve hoje, a pedido do Banco da Grécia, em 46.300 milhões de euros o limite máximo de créditos que os bancos gregos podem pedir através do mecanismo de provisão de liquidez de urgência.

Segundo informou hoje o Banco da Grécia em comunicado, esta manutenção do limite máximo do mecanismo de provisão de liquidez de urgência (ELA, Emergency Liquidity Assistance) em 46.300 milhões de euros até 9 de março para os bancos gregos reflete a estabilização da liquidez do sistema bancário, tendo em conta a manutenção dos depósitos do setor privado.

Desde que o BCE voltou a aceitar, em finais de junho do ano passado, a dívida grega, o limite máximo do ELA desceu, porque os bancos puderam voltar a recorrer a este instrumento para adquirir liquidez.

O ELA foi neste período praticamente o único canal pelo qual os bancos podiam aceder a financiamentos de forma excecional e a curto prazo através do Banco da Grécia, ainda que a uma taxa de juro de 1,55%, muito acima da praticada pelo BCE nas operações ordinárias de refinanciamento, atualmente em 0,0%.

PUB

Comentários ({{ total }})

Grécia: BCE mantém limite de provisão de liquidez de urgência

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião