É fenomenal. Wall Street volta a bater recordes

Trump anunciou um "fenomenal" plano de corte de impostos a apresentar nas próximas semanas, motivo pelo qual Wall Street celebra novos máximos históricos na abertura da sessão desta sexta-feira.

Donald Trump apelidou o plano de redução de impostos às empresas de “fenomenal”. Os mercados norte-americanos gostaram de ouvir. Depois de ontem ter fechado em valores recordes, Wall Street mantém esta sexta-feira tendência de subida.

O Presidente norte-americano não deu muitos detalhes em relação à política fiscal que deverá apresentar nas próximas semanas. Apenas disse que as empresas precisam de ver algum alívio nos impostos que pagam. Ainda assim, este anúncio colocou as bolsas do outro lado do Atlântico de novo em rota de subida, depois da ordem executiva para proibir temporariamente a entrada de pessoas oriundas de sete países com maioria muçulmana ter provocado alguma desconfiança entre os investidores.

Neste cenário, o S&P 500 avança 0,18% para 2.311,94 pontos. Também o tecnológico Nasdaq sobe 0,24% e o industrial Dow Jones soma 0,23%, com ambos os índices a voltarem a bater recordes.

Em termos empresariais, destaque para o setor financeiro. Os bancos têm estado em evidência com a intenção da nova Administração de aliviar a regulação financeira. O Morgan Stanley valoriza 0,2%. Bank of America e JPMorgan Chase também seguem em terreno positivo.

PUB

Comentários ({{ total }})

É fenomenal. Wall Street volta a bater recordes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião