S&P pode aumentar ‘rating’ do BPI em dois níveis

Subida de 'rating' do BPI está dependente do sucesso da OPA do CaixaBank.

A Standard&Poor’s (S&P) pode rever em alta o ‘rating’ do Banco BPI, em dois níveis, se a oferta pública de aquisição (OPA) lançada pelo CaixaBank for bem sucedida.

A alteração de perspetiva por parte da agência americana reflete a hipótese do grupo espanhol vir a assumir o controlo total do banco liderado por Fernando Ulrich.

A revisão “CreditWatch” deixa de estar em “progresso” para ser positiva. O rating atribuído atualmente ao BPI é “BB-“, o que é considerado um investimento com características especulativas. Com esta revisão passaria a uma classificação de “BB+”, o último nível de “lixo” antes de ser considerado com um investimento aconselhável pela S&P.

A explicação dada pela agência prende-se com o facto do CaixaBank, pode ajudar a capitalizar o BPI, caso haja essa necessidade. Porém o rating do BPI fica limitado a dois níveis porque “fica limitado ao ‘rating’ de crédito de longo prazo de Portugal”, pode ler-se na nota da S&P. A notação da dívida soberada é de “BB+” com perspetiva estável.

Comentários ({{ total }})

S&P pode aumentar ‘rating’ do BPI em dois níveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião