Jerónimo Martins e EDP ditam ganhos em Lisboa

A praça lisboeta avança pelo segundo dia consecutivo, numa sessão em que as pares europeias dividem-se entre ganhos e quedas. O BCP lidera os ganhos, mas EDP e Jerónimo Martins suportam o PSI-20.

A praça lisboeta arrancou em alta pelo segundo dia consecutivo, apoiada na subida dos títulos da Jerónimo Martins e da EDP, num dia em que o BCP se destaca novamente pela positiva.

O índice PSI-20 soma 0,22%, para os 4.607,7 pontos, enquanto na Europa os principais índices se dividem entre ganhos e perdas ligeiras. A valorização do índice bolsista nacional resulta do avanço dos títulos da retalhista Jerónimo Martins, que avançam 0,22%, para os 15,80 euros, mas também da elétrica EDP que soma 0,32%, para os 2,86%.

A empresa liderada por António Mexia destoa assim das pares do setor, a participada EDP Renováveis e a Galp Energia, que veem as suas ações recuar nesta sessão. Os títulos da EDP renováveis perdem 0,1%, para os 5,79 euros, enquanto os da Galp Energia deslizam 0,04%, para os 14,15 euros.

O BCP volta a destacar-se nas subidas, com uma valorização de 1,88%, para os 16,3 cêntimos, dando assim seguimento ao disparo de quase 16% da última sessão. Uma subida que acontece apesar de hoje um jornal polaco avançar que o Governo da Polónia poderá estar a preparar-se para eliminar um grande conjunto de comissões bancárias, o que poderá afetar o banco liderado por Nuno Amado que detém uma participação maioritária no Millennium Bank.

Destaque negativo para as ações da Mota-Engil que recuam 1,36%, para os 1,60 euros, enquanto a Teixeira Duarte segue inalterada depois de ter anunciado que vai fazer a gestão de um porto marítimo na Venezuela.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins e EDP ditam ganhos em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião