Centeno reclama para si os louros da capitalização

Depois da carta de Domingues a reclamar os louros da recapitalização da Caixa, agora é a vez de Mário Centeno chamar também para o seu ministério o mérito da operação.

Pela carta que António Domingues escreveu na despedida aos trabalhadores da CGD, e pelas palavras do ministro em entrevista ao Diário de Notícias/TSF, percebe-se que a relação entre o ex-presidente da Caixa e o Mário Centeno já teve melhores dias.

Nessa carta, a que o ECO teve acesso, António Domingues escreveu: “O plano de capitalização da CGD e o Plano Estratégico, construído pelas equipas da CGD, apresentado e negociado com o acionista e com as autoridades europeias, são os produtos visíveis de um programa de trabalho muito intenso que nos ocupou nos últimos meses, com vista a criar as condições para o crescimento sustentado da CGD”.

Não só chamou a si os louros da operação, como ainda culpou o Governo pelo adiamento da operação: “O calendário final da capitalização resulta de decisão acionista”.

Na entrevista publicada hoje no DN/TSF, o ministro das Finanças entra na guerra dos méritos: “A equipa que fez a gestão deste processo foi uma equipa muito coesa, no Ministério das Finanças, em que todos os aspetos políticos e técnicos foram tratados com muita minúcia e muito profissionalismo – com certeza com o dr. António Domingues também. Eu disse isto várias vezes e não tenho…”.

Mais à frente reforça: “Havia mais um conjunto de pessoas aqui, no gabinete do secretário de Estado, e, obviamente, com o envolvimento de mim próprio nessa discussão”.

A prova de que que a relação entre ambos já conheceu melhores dias fica clara quando Mário Centeno é questionado sobre o caso da última semana que culminou com Domingues a enviar um SMS a Mário Centeno a lamentar o comportamento das Finanças na comunicação da questão da prolongamento do mandato na CGD.

Esta tentativa de generalizar os SMS como se fossem facebooks comigo não funciona”, foi a resposta de Mário Centeno.

Esta tentativa de generalizar os SMS como se fossem facebooks comigo não funciona.

Mário Centeno

Comentários ({{ total }})

Centeno reclama para si os louros da capitalização

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião