Rendas podem aumentar até 0,54% no próximo ano

Uma renda de 500 euros vai traduzir-se num aumento de 2,70 euros mensais, Anualmente, o inquilino paga mais 32,4 euros. Valor oficial vai ser publicado no Diário da República até 30 de outubro.

Em 2017 as rendas podem ser atualizadas com um aumento até 0,54%, com base na variação da inflação nos últimos 12 meses terminados em agosto. Os dados divulgados pelo INE esta segunda-feira indicam um aumento ligeiro face aos 0,16% de aumento em 2016. O valor oficial para a atualização das rendas vai ser publicado em Diário da República até dia 30 de outubro, mas prevê-se já que esta será uma boa notícia para os inquilinos e uma má notícia para os proprietários.

O valor máximo de atualização de 0,54% vem do valor médio anualizado do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) sem habitação em agosto, o mês usado como referência para as rendas de habitação. Fazendo a simulação para vários valores é possível prever o aumento real nas rendas: 200 (1,08 euros mensais, 12,98 anuais), 300 (1,62 euros mensais, 19,44 anuais), 400 (2,16 euros mensais, 25,92 anuais), 500 (2,70 euros mensais, 32,4 anuais) e 600 euros (3,24 euros mensais, 38,88 anuais).

As contas com a habitação revelam um aumento de 0,72% do IPC em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado. No entanto, a variação mensal de julho para agosto registou -0,2%. Já a variação média dos últimos doze meses manteve-se em 0,6%.

Depois da publicação do valor oficial (coeficiente de atualização) em Diário da República, os senhorios podem – caso queiram aplicar o aumento – comunicar essa medida aos inquilinos, no mínimo com 30 dias de antecedência face à data de atualização.

Editado por Mónica Silvares

PUB

Comentários ({{ total }})

Rendas podem aumentar até 0,54% no próximo ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião