António Costa: “Podemos ter um ciclo virtuoso na economia”

  • ECO
  • 15 Maio 2017

O primeiro-ministro mostra-se satisfeito com os dados do crescimento do PIB que superaram as expectativas no primeiro trimestre, referindo que "a aceleração tem sido constante e sobretudo sustentada".

António Costa manifestou-se satisfeito esta segunda-feira após a revelação de uma estimativa rápida, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), de um crescimento do PIB no primeiro trimestre do ano que superou todas as expectativas, alcançando os 2,8%. O primeiro-ministro, à RTP, afirmou estar confiante de que “podemos ter um ciclo virtuoso na nossa economia”.

O que é preciso é “continuar a crescer no emprego, aumentar o investimento, aumentar as exportações, continuar o aumento do consumo sustentado no rendimento e não no endividamento“, afirmou, acrescentando: “É assim que, de uma forma sustentada, queremos continuar a fazer” crescer a economia.

António Costa escolheu destacar a importância desses fatores — o crescimento do emprego, o maior investimento e o aumento das exportações — num reforço da confiança das autoridades e parceiros internacionais em Portugal. “No ano passado estabilizámos o crescimento da dívida bruta, reduzimos a dívida líquida”, assinalou. “A confiança que temos (…) é que [isso] permita que as finanças internacionais tenham uma nova visão sobre o país, condizendo com aquilo que é a realidade”.

Afirmando que “temos razões para estar confiantes na nossa capacidade”, o primeiro-ministro foi cauteloso ao falar do que se antevê para o resto do ano.

Em comunicado, o Ministério das Finanças destacou o crescimento que iguala o melhor do século: “O crescimento homólogo, que iguala o valor mais elevado deste século, ocorre num contexto onde o défice das contas públicas atingiu o valor mais baixo da democracia, tendência que se mantém no primeiro trimestre de 2017”, lê-se na nota enviada às redações.

PUB

Comentários ({{ total }})

António Costa: “Podemos ter um ciclo virtuoso na economia”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião