Moody’s não se pronuncia sobre rating de Portugal

Ao contrário do que estava previsto, agência norte-americana não se pronunciou sobre a notação de rating da dívida portuguesa.

Ao contrário do que estava agendado, a Moody’s não se pronunciou sobre Portugal, mantendo assim o rating no nível “Ba1”, que situa a dívida portuguesa num grau de investimento considerado especulativo.

Também a perspetiva continua “estável” para a evolução da notação financeira da dívida nacional, o que indica que não deverá piorar nem melhorar o perfil de risco do soberano nos próximos meses.

A próxima avaliação da Moody’s está marcada para 5 de maio. Mas ainda antes, a 21 de abril, os canadianos da DBRS dão o seu veredicto sobre o perfil de risco de Portugal.

Embora seja um rating “não solicitado”, a opinião da Moody’s interessa aos mercados por vir de uma das três principais agências mundiais. Isto apesar de ser a DBRS quem segura Portugal no plano de compra do Banco Central Europeu (BCE).

“Continua a ser importante porque muitos investidores tem como referência as três maiores agências de rating para aplicarem os seus fundos”, diz Pedro Lino, CEO da DifBroker. “Ou seja, se esta agência subisse o rating de Portugal, assistiríamos a um fluxo de capitais para as obrigações portuguesas o que ditaria automaticamente uma diminuição das taxas de juro pagas nas emissões de dívida”, acrescentou.

Comentários ({{ total }})

Moody’s não se pronuncia sobre rating de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião