Quem vai a Davos 2017, a começar pela Shakira

A cantora colombiana Shakira vai a Davos. É a personalidade menos comum num leque de intervenientes que vai de Costa a Lagarde, de Guterres a Schäuble.

Shakira vai a Davos entre 17 e 20 de janeiro. Pode parecer um nome estranho para um encontro do Fórum Económico Mundial, mas há uma razão: a cantora vai receber um prémio entregue a personalidades, de vários quadrantes, consideradas exemplares na liderança a nível global.

A biografia no site dos speakers de Davos refere o papel de Shakira enquanto embaixadora da boa vontade pelo Governo colombiano, trabalho que lhe vale um prémio no encontro de 2017. Mas há outra ida inédita à cidade da Suíça: o Presidente chinês, Xi Jinping, vai com uma delegação chinesa sem precedentes.

Ao todo, Davos 2017 vai ter uma participação recorde de cerca de três mil dirigentes económicos e políticos mundiais. Entre eles vão estar, pelo menos, três portugueses: António Guterres enquanto secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Costa enquanto primeiro-ministro de Portugal e Pedro Rodrigues de Almeida enquanto membro do Comité Executivo do Fórum Económico Mundial. Mas há muito, muitos mais. Ora veja:

Editado por Mónica Silvares

Comentários ({{ total }})

Quem vai a Davos 2017, a começar pela Shakira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião