OPEP: cortes na produção de petróleo superam previsões

  • ECO
  • 13 Fevereiro 2017

O corte na produção de petróleo foi mais além do que o previsto pelos membros da OPEP. Objetivo é fazer subir o preço da matéria-prima.

A produção de petróleo está a cair. Dados divulgados esta segunda-feira pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) referentes ao mês de janeiro permitem ver que o corte na produção foi mais além do que o previsto.

Segundo os números divulgados pela Bloomberg, os membros da OPEP terão produzido 32,1 milhões de barris por dia durante o mês de janeiro. As previsões apontavam para uma produção de 32,5 milhões de barris por dia. A maior redução terá vindo da Arábia Saudita, precisamente o maior produtor da OPEP.

Estes números indiciam que o acordo histórico alcançado pela OPEP em novembro, e que visa reduzir a produção para impulsionar o preço do petróleo, está a resultar. De referir que, a este acordo, juntaram-se também outros países produtores mas que não integram o cartel visando o mesmo objetivo: estabilizar a oferta do preço do petróleo.

Ainda segundo a OPEP, a Rússia não terá ainda cumprido com a sua promessa. Os russos comprometeram-se a cortar 300 mil barris por dia, mas os números de janeiro deixam antever um corte de apenas 120 mil barris por dia.

Em média o preço do barril entre os estados-membros da OPEP foi de 52,40 dólares em janeiro, precisamente o valor mais elevado dos últimos 18 meses.

Comentários ({{ total }})

OPEP: cortes na produção de petróleo superam previsões

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião