Marcelo: Foi “lutador da liberdade” e combateremos pelo seu legado

  • Lusa
  • 7 Janeiro 2017

O Presidente da República recordou o antigo chefe de Estado Mário Soares, acima de tudo, como um "lutador da liberdade" e defendeu que Portugal tem o dever de combater pela imortalidade do seu legado.

O Presidente da República recordou hoje o antigo chefe de Estado Mário Soares, acima de tudo, como um “lutador da liberdade” e defendeu que Portugal tem o dever de combater pela “imortalidade do seu legado”.

Numa declaração de cerca de quatro minutos, lida na Sala das Bicas do Palácio de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que “Mário Soares nasceu e formou-se para ser um lutador e para ter uma causa para a sua luta: a liberdade”, e considerou que esse foi “o penúltimo combate” que travou.

“Resta a Mário Soares, como inspirador, travar o derradeiro combate, aquele em que estamos e estaremos todos com ele: o combate pela duradoura liberdade com justiça na nossa pátria comum, que o mesmo é dizer, o combate da imortalidade do seu legado, um combate que iremos vencer, porque dele nunca desistiremos, tal como Mário Soares nunca desistiu de um Portugal livre, de uma Europa livre, de um mundo livre. E, no que era decisivo, ele foi sempre vencedor”, acrescentou.

Comentários ({{ total }})

Marcelo: Foi “lutador da liberdade” e combateremos pelo seu legado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião