TVI também larga a Champions. Jogos, só no cabo

À semelhança da RTP, a TVI decidiu não investir na compra dos direitos da Liga dos Campeões e a SIC também não terá concorrido. Próxima temporada da Champions, só na TV paga.

Os três canais de acesso livre na TDT descartaram comprar os direitos televisivos da próxima época da Liga dos Campeões. SportTV terá apresentado uma proposta.Pixabay

Depois da RTP, também a TVI decidiu não apresentar uma proposta de compra dos direitos televisivos da Liga dos Campeões, alegando que “os preços estão inflacionados”, apurou o ECO junto de fonte oficial do grupo Media Capital. Para a estação de Queluz de Baixo, os custos elevados da próxima temporada desta prova pesaram na decisão, à semelhança do que explicou a estação pública. A SIC também não terá concorrido à prova, deixando estes conteúdos para a televisão por subscrição.

Segundo disse fonte oficial da Media Capital MCP 0,00% ao ECO, “a TVI não ficou com a Champions porque os preços apresentados não são um bom negócio”. “Temos de ter margens. Os preços estão inflacionados. Não são um bom negócio”, reforçou a mesma fonte. Questionada sobre se o facto de a Media Capital estar no centro de um processo de aquisição por parte da Altice também teve peso na decisão, a mesma fonte indicou que os factos não se relacionam.

No início deste mês, também o presidente executivo da RTP, Gonçalo Reis, explicou o porquê de o canal público não ter concorrido à compra dos direitos da Liga dos Campeões. Segundo o gestor, tendo em conta “os valores atuais, não faz sentido, embora a Champions seja um bom produto”.

Só a SIC ainda não disse nada em relação aos direitos da Champions, e é provável que também não vá dizer: o Correio da Manhã garante que a estação de Carnaxide também não concorreu à compra dos diretos da prova e que o concurso terá terminado a 27 de fevereiro. Contactada pelo ECO, fonte oficial do grupo Impresa IPR 2,16% não quis fazer comentários.

Isto significa que quem quiser ver os jogos da Champions na próxima temporada terá de optar por um canal da televisão por cabo, pois nenhum dos canais de acesso livre (free-to-air) na TDT disputaram os direitos da prova. Desde 2014 que era a RTP a transmitir estes jogos de futebol profissional, num contrato com a UEFA avaliado em quase 18 milhões de euros. Antes disso, era a TVI que garantia a transmissão das partidas.

O mesmo jornal refere que a SportTV apresentou uma proposta para comprar os direitos da Champions e da Liga Europa. A SIC também terá apresentado uma proposta para continuar a emitir os jogos da Liga Europa até à época que termina em 2021, algo que faz desde 2009.

A TVI não ficou com a Champions porque os preços apresentados não são um bom negócio.

Media Capital

Fonte oficial

RTP aposta no Mundial e Taça de Portugal

Para já, da parte da RTP, sabe-se também que a estação pública já comprou os direitos de transmissão de todos os jogos da Taça de Portugal. Nas próximas duas épocas, a RTP irá “transmitir em aberto todas as etapas”, uma escolha que, para Gonçalo Reis, vai “dar maios opções aos cidadãos”. “A RTP está especialmente equipada para tratar deste produto”, afirmou o líder da RTP em declarações à Lusa.

Mas, para além da Taça de Portugal, a grande aposta da RTP no imediato é mesmo o Mundial. Depois de ter comprado os direitos dos campeonatos mundiais de futebol de 2018 e 2022 por, alegadamente, 25,8 milhões de euros — 12,6 milhões pelos jogos deste ano e 13,2 milhões pelos jogos de 2022, de acordo com o jornal Público [acesso condicionado] –, a estação pública já começou a rentabilizar o investimento.

Em meados de fevereiro, a estação chegou a acordo para cedência de oito jogos do Mundial deste ano à SIC, um deles da seleção nacional. Estará ainda em negociações com a SportTV para cedência de um outro conjunto de encontros do Mundial, que se realiza na Rússia entre junho e julho.

Comentários ({{ total }})

TVI também larga a Champions. Jogos, só no cabo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião