5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Novabase vai distribuir metade dos lucros pelos acionistas. São 4,7 milhões de euros em dividendos, ou 15 cêntimos por ação. Destaque ainda para os juros portugueses, depois do compromisso do BCE.

Última sessão da semana, mas não faltam motivos de interesse na bolsa, que já conhece o substituto a Maria João Carioca (de saída para a Caixa Geral de Depósitos). A Novabase vai propor um dividendo de 15 cêntimos, pretendendo distribuir metade dos lucros que teve em 2016. Nota ainda para o mercado de dívida, depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter aberto a porta ao alargamento das compras de dívida, com benefícios para Portugal.

PSI-20 já tem líder

foi encontrado o substituto a Maria João Carioca na liderança do Euronext Lisboa. Trata-se de Paulo Rodrigues da Silva, ex-administrador executivo da equipa de António Domingues na Caixa Geral de Depósitos (CGD), fez grande parte da sua carreira na Vodafone. Começa uma nova era na bolsa portuguesa.

Novabase dá metade dos lucros

As ações da Novabase ganham 15 cêntimos desde o início do ano. É justamente este valor que a administração da tecnológica vai propor como dividendo. No total, são 4,7 milhões de euros que vão para o bolso dos acionistas, metade do lucro que a Novabase registou em 2016.

Bombeiro BCE ao serviço

As atas do BCE foram bastante esclarecedoras: o banco central quer comprar mais dívida dos governos da Zona Euro para manter a eficácia do seu programa de compra de ativos públicos na região. O compromisso dos responsáveis monetários levou a taxa das obrigações a 10 anos a cair mais de dez pontos base para um nível abaixo de 4%. Vão continuar assim?

A conjuntura da economia

O Instituto Nacional de Estatística (INE) atualiza esta sexta-feira a Síntese Económica de Conjuntura (janeiro), uma publicação que fornece indicações seguras acerca das tendências do crescimento da procura, da produção, do rendimento e dos preços. Além disso, a autoridade estatística atualiza a evolução dos preços na produção industrial e anuncia as previsões agrícolas, ambos indicadores relativos a janeiro.

Espanha vai a exame

É sexta-feira, é dia de ratings. A agência Moody’s pronuncia-se ao final da tarde sobre rating de Espanha, um dos principais parceiros comerciais de Portugal. Vão também a exame das agências de notação financeira a Holanda (DBRS), a Finlândia (Fitch) e os fundos de resgate europeus EFSF (Moody’s) e ESM (Moody’s).

PUB

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião