5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Entre elas, a taxa de desemprego e o crescimento económico na zona euro, o arranque da discussão à volta do Brexit, as ações dos CTT, resultados da Apple e... o petróleo. Ou quem vai falar dele.

Esta terça-feira conhecem-se os números do crescimento económico na zona euro para o quarto trimestre do ano, assim como o valor da taxa de desemprego. Os holofotes estarão também voltados para os CTT e como se vão comportar um dia depois de terem sofrido um tombo de dois dígitos.

Como se vão comportar os CTT?

Ontem, as ações dos CTT fecharam a cair 13,99%. Os títulos da empresa portuguesa passaram dos 5,67 para os 5,171 euros e arrastaram a bolsa de Lisboa para o vermelho, numa sessão onde só a Pharol registou ganhos e em que as perdas totais chegaram aos mil milhões de euros. No final deste dia negro para praticamente todas as bolsas da Europa aos Estados Unidos, a CMVM decidiu meter um travão no short selling das ações dos CTT. No arranque da sessão de hoje, todos os olhos estarão postos nos títulos da empresa postal.

Eurostat apresenta números

O gabinete europeu de estatística, Eurostat, apresenta alguns números importantes esta terça-feira. Entre eles, o crescimento económico da zona euro no último trimestre de 2016. Entre julho a setembro, o PIB cresceu uma média de 0,3% nos países da zona euro. As estimativas da Bloomberg apontam para um crescimento de 0,5% entre outubro e dezembro, estimando-se que o ano encerre com um aumento do PIB na ordem dos 1,7%. Outro dado relevante é o da taxa de desemprego na zona euro em dezembro. A do mês anterior situou-se nos 9,8% e as estimativas apontam para que se mantenha nesse valor, segundo informação da Bloomberg.

Arranca o debate em torno do Brexit

No Reino Unido, a Câmara dos Comuns dá o tiro de partida para a maratona de dois dias de discussão à volta do Brexit. Depois de o Supremo Tribunal britânico ter decidido que a saída do Reino Unido da União Europeia é tema que tem de passar pelo Parlamento, a Câmara dos Comuns irá, agora, debater o projeto de lei que dará a May o poder de desencadear o Brexit. A decisão final só está marcada para 1 de fevereiro.

Grandes empresas apresentam resultados

Em plena temporada de apresentação de resultados, esta terça-feira fica marcada pelas prestações de contas de empresas como a Apple, a Exxon Mobil, a MasterCard, a Canon, a Fujitsu e muitas outras. No caso da primeira, liderada por Tim Cook, esperam-se resultados “piores do que muitos esperam”, indica a Bloomberg. Em causa, vendas do iPhone que se preveem fracas. Ontem, os títulos da tecnológica chegaram a cair 1,29%.

Responsável da OPEP fala no México

Do outro lado do Atlântico, começa esta terça-feira a conferência anual Petróleo, Gás e Energia, a decorrer na Cidade do México. O evento decorre até 2 de fevereiro e é considerado o principal evento do setor da energia no México. No entanto, este ano, ganha ainda mais relevância: Mohammad Barkindo, secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), é um dos oradores. O que disser poderá ter efeitos no mercado petrolífero. E os investidores vão estar atentos.

PUB

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião