Ryanair corta nas malas, mas pode levar mais peso na cabine

As alterações às regras de bagagem de cabine são implementadas segunda-feira, dia 15. Foram adiadas em outubro para que os passageiros se pudessem "familiarizar".

É uma diferença de cinco quilos, mas pode fazer a diferença na altura do embarque. A Ryanair vai implementar na próxima segunda-feira, 15 de janeiro, as novas regras da bagagem de cabine, permitindo que as malas tenham até 20 quilos, em vez de 15 quilos. Mas apenas vai poder levar uma (mala pessoal conta como mala) na cabine. A segunda, a de maior peso, vai ter de ir obrigatoriamente para o porão.

 

Os clientes que têm voos a partir desta data estão a ser avisados de que, não só podem levar mais peso na bagagem de cabine, como pagam menos dez euros por uma mala de porão — de 35 euros para 25 euros por mala. Os passageiros sem embarque prioritário continuam a ter direito a duas malas, sendo que lhes irá ser solicitado para colocar a maior no porão, sem qualquer custo adicional.

A decisão foi tomada na sequência do aumento dos atrasos causados pela falta de espaço nas cabines para acomodar todas as malas trazidas pelos passageiros. “Esperamos que os nossos clientes apreciem estas novas políticas de bagagem que se centram em preços mais baixos e aumento no peso permitido em bagagem de porão”, declara Kenny Jacobs, diretor de marketing da companhia aérea.

A implementação das regras estava marcada para outubro do ano passado, mas foi adiada para janeiro, com a empresa a afirmar que este adiamento permite “aos clientes mais tempo para se familiarizarem com as mudanças”. A empresa aponta para que estas alterações custem 50 milhões de euros à própria.

Comentários ({{ total }})

Ryanair corta nas malas, mas pode levar mais peso na cabine

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião