Incêndio em Tondela faz oito mortos e 38 feridos

  • ECO
  • 14 Janeiro 2018

Há quatro a cinco pessoas em risco de vida, segundo o presidente do Centro Hospitalar Tondela-Viseu. Incêndio numa associação recreativa terá sido causado por uma salamandra.

Oito mortos e 38 feridos é o balanço do incêndio que ocorreu na noite de sábado durante um jantar numa associação recreativa em Vila Nova da Rainha, concelho de Tondela. Os 14 feridos graves foram transportados para os principais hospitais do Porto e Lisboa, segundo os dados oficiais da Proteção Civil.

Segundo o presidente do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, onde se encontram internadas 17 pessoas, há quatro a cinco pessoas que estão em risco de vida. A informação foi avançada esta manhã de domingo por Cílio Correia em declarações às televisões. Num briefing feito pelas onze da manhã, transmitido pelas televisões, o responsável explicou que há dois feridos que estão ventilados e como tal inspiram maiores cuidados e que são as queimaduras nos braços, tronco e cabeça os ferimentos mais comuns, mas são os casos em que existem também queimaduras das vias aéreas que mais preocupam os médicos.

“Os feridos começaram por se transportados para o hospital de Viseu, hospital de Tondela e o Centro Hospitalar de Coimbra. Houve depois a necessidade de deslocalizar para Lisboa quatro vítimas mais um, com a idade de 15 anos, para o Hospital da Estefânia“, disse à Renascença o adjunto Manuel Cordeiro da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, desloca-se hoje ao final da manhã a Vila Nova da Rainha. A informação consta de uma mensagem na página oficial da Presidência da República, que adianta que o “Chefe de Estado deslocar-se-á ao local no domingo ao fim da manhã, depois de terminada a fase crítica da operação de socorro”.

“O Presidente da República, estando a acompanhar as informações sobre a nova tragédia que atingiu o concelho de Tondela, em Vila Nova da Rainha, expressa os seus sentidos sentimentos aos familiares das vítimas mortais e aos feridos que se encontravam na Associação Cultural, Recreativa e Humanitária daquela localidade”, refere. Segundo a mesma nota, “neste momento é importante sublinhar o trabalho das equipas que se encontram no local, prestando auxílio aos feridos”.

Bombeiros assistem vítimas de um incêndio que deflagrou hoje numa associação em Vila Nova da Rainha, concelho de Tondela, e que causou pelo menos seis mortos, Tondela, 13 de janeiro de 2018.Nuno André Ferreira/Lusa

Para combater o incêndio e socorrer os feridos foram mobilizados cerca de 170 operacionais e três helicópteros do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), para além dos meios da GNR e dos serviços municipais de proteção civil, segundo o comandante operacional distrital de Viseu, Miguel David, citado pela Lusa. Ao fazer um ponto de situação, cerca das 23h10, sobre o incêndio, Miguel David disse que a operação de socorro estava “a decorrer” e que o incêndio estava “considerado extinto”.

O presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, citado pela Lusa, disse que “nesta associação cultural e desportiva estariam mais de 60 pessoas, num torneio de sueca”. “Pelas razões ainda não apuradas, há um foco de incêndio e há uma situação de calamidade com muitas dezenas de feridos a serem assistidos”, acrescentou. Ao longo da noite de sábado as televisões foram avançando que esse foco de incêndio foi uma salamandra que explodiu, pegando fogo ao teto falso.

O Ministério do Trabalho e Segurança Social ativou a Linha Nacional de Emergência Social através do número gratuito 144, na sequência da explosão em Tondela.

Comentários ({{ total }})

Incêndio em Tondela faz oito mortos e 38 feridos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião