Vai ser possível abrir conta no banco sem sair de casa

O Banco de Portugal prepara-se para permitir que os clientes possam abrir contas e contrair créditos ao consumo online. Isto numa altura em que a utilização dos canais digitais está a aumentar.

Abrir uma conta obriga, atualmente, à assinatura de dezenas de folhas. Um processo moroso que o Banco de Portugal se prepara para tornar mais fácil ao anunciar que está a preparar alterações que vão permitir que os clientes bancários possam fazer tudo através da internet. E contratar crédito ao consumo também vai passar a ser possível exclusivamente por via digital.

“O Banco de Portugal está a avaliar em que moldes o quadro normativo deverá permitir que processos como a abertura de conta à ordem e a contratação de crédito aos consumidores sejam efetuados exclusivamente por via digital“, refere a entidade liderada por Carlos Costa no Relatório de Supervisão Comportamental.

Atualmente é preciso fazer o processo de abertura de conta de forma presencial. E o mesmo acontece com o crédito ao consumo.

O supervisor do sistema financeiro nota que, com base no inquérito enviado aos bancos, “a quase totalidade (cerca de 90%) das instituições inquiridas disponibilizava produtos e serviços bancários online para clientes particulares”.

O Banco de Portugal está a avaliar em que moldes o quadro normativo deverá permitir que processos como a abertura de conta à ordem e a contratação de crédito aos consumidores sejam efetuados exclusivamente por via digital.

Carlos Costa

Governador do Banco de Portugal

Contudo, salienta, as “instituições perspetivam um elevado crescimento da procura por canais digitais, uma evolução que poderá ser condicionada pelas preocupações dos clientes com a segurança e com a partilha de dados pessoais”. Esta preocupação merece grande destaque por parte do governador.

A comercialização de produtos e serviços bancários através de canais digitais exige que se garantam os mesmos direitos conferidos ao cliente pelo quadro regulatório nos canais tradicionais, que se mitiguem novos riscos e que se conheçam os potenciais obstáculos à disponibilização daqueles canais pelas instituições”, diz Carlos Costa, notando que para isso é preciso um “acompanhamento muito próximo do ecossistema digital em Portugal”.

PUB

Comentários ({{ total }})

Vai ser possível abrir conta no banco sem sair de casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião