Brexit faz disparar preços da Microsoft no Reino Unido

Cai a libra, disparam os preços. A Microsoft aumentou o custo de aparelhos como o Surface Pro 4 e o Surface Book. Alguns modelos custam agora mais 400 libras do que há uma semana.

Os preços do Surface Pro 4 estão entre os que foram atualizados pela Microsoft.Ambassador Base/Flickr

Depois da Apple, a Microsoft também aumentou o preço dos computadores Surface e Surface Book no Reino Unido. A notícia é avançada pelo jornal britânico The Guardian, que dá conta de uma subida na ordem dos 15% e que, em alguns casos, chega mesmo às 400 libras. Em causa, a desvalorização da divisa britânica face ao dólar e ao euro depois do referendo que deverá, em breve, resultar na saída do país da União Europeia.

O Brexit continua a pesar nas carteiras dos britânicos. No caso do Surface Book, o computador flexível da Microsoft, o preço-base é agora de 1.449 libras. É um aumento de 11,5%, ou 150 libras, face à semana passada, em que o mesmo dispositivo custava 1.299 libras na loja oficial da marca. No caso da versão mais musculada do Surface Book, o aumento chega mesmo às 400 libras. Quanto ao Surface Pro 4, o computador/tablet da Microsoft, o preço-base mantém-se nas 479 libras, mas alguns modelos estão até 160 libras mais caros.

“Em resposta a uma revisão recente, iremos ajustar os preços em libras de algum do nosso hardware e software para consumidores, no sentido de os alinhar com as dinâmicas do mercado. No caso das vendas indiretas, em que os nossos produtos e serviços são vendidos através de parceiros, os preços finais continuarão a ser determinados por estes”, disse ao The Guardian fonte oficial da Microsoft.

No ano passado, a empresa norte-americana assumiu-se a favor da permanência do Reino Unido na UE. Segundo o jornal, a Microsoft emprega mais de 5.000 pessoas no país e tem parcerias com cerca de 25.000 empresas britânicas. Já em outubro tinha anunciado que iria rever em alta os preços dos serviços empresariais e de cloud pelos mesmos motivos que a leva agora a fazer o mesmo para estes produtos do segmento de consumo.

Em outubro, a Apple também anunciou uma atualização dos preços dos computadores. A revisão também resultou em aumentos de várias centenas de libras. Os aparelhos abrangidos pelos aumentos foram, na altura, os portáteis MacBook Pro, o pequeno Mac mini, o computador cilíndrico Mac Pro e o computador de secretária iMac.

Comentários ({{ total }})

Brexit faz disparar preços da Microsoft no Reino Unido

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião