Ex-Qimonda vendida a grupo norte-americano

Em tempos foi uma empresa alemã. Depois faliu e foi em Portugal que ganhou nova vida. Agora a continuação do desenvolvimento da empresa é nos EUA com o grupo Amkor Technology.

Os acionistas da empresa portuguesa chegaram a acordo para que a venda à Amkor Technology aconteça. Em comunicado, a Nanium (ex-Qimonda) explica que a AICEP, o Novo Banco e o Millennium BCP vão vender as participações à empresa norte-americana. Esta transação “permite escalar o volume de produção para a melhor solução existente no mercado de encapsulamento de semicondutores em Wafer-Level Fan-Out”, adianta a empresa.

A empresa nortenha escreve que “a aquisição da Nanium vai fortalecer a posição da Amkor no mercado de rápido crescimento do encapsulamento de semicondutores em Wafer-Level para smartphones, tablets e outras aplicações”. É essa a perspetiva do presidente executivo da Amkor que quer aproveitar o know how da empresa de Vila do Conde. “Partindo das tecnologias da NANIUM já provadas em volume, podemos expandir a escala de produção e alargar a base de clientes para esta tecnologia”, considerou Steve Kelley.

Segundo avança o Expresso, a equipa de gestão vai manter-se. “O Estado (18%, através da AICEP), Millennium BCP (41%) e Novo Banco (41%) vendem as suas participações à Amkor, que passa a ser o único acionista, mas a Nanium continua o seu caminho, tal como até agora, e deverá reforçar significativamente os investimentos em equipamento e tecnologia”, esclareceu o presidente executivo da empresa de Vila do Conde, Armando Tavares, ao semanário. A transação deverá estar completa ainda no primeiro trimestre do ano.

A Nanium renasceu das cinzas da alemã Qimonda, em 2009, dada a falência desta multinacional. Neste momento a empresa está sediada em Vila do Conde, em Mindelo, e emprega cerca de 550 pessoas, segundo o comunicado de imprensa. As vendas anuais atingiram os 35 milhões de euros no ano fiscal que terminou a 30 de setembro de 2016. Além disso, a tecnologia da Nanium “exportou até hoje cerca de mil milhões de componentes WLFO”, refere a empresa que agora passa para as mãos de capitais norte-americanos.

Já a Amkor Technology “é um dos maiores fornecedores mundiais de serviços subcontratados de packaging e teste de semicondutores”, contando com unidades de fabrico espalhadas pela Ásia, Europa e Estados Unidos da América. “Fundada em 1968, a Amkor foi pioneira na subcontratação de serviços de packaging e teste de circuitos integrados, e é hoje um parceiro estratégico de produção para mais de 250 empresas líderes mundiais de semicondutores, foundries e OEMs de produtos eletrónicos”, esclarece o comunicado.

Comentários ({{ total }})

Ex-Qimonda vendida a grupo norte-americano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião