Macedo: “Se falharmos, dificilmente nos será dada outra oportunidade”

O novo presidente executivo da CGD dedicou as primeiras palavras a todos os colaboradores do banco. Diz que não podem falhar, acreditando que "em conjunto conseguiremos" superar os desafios.

Paulo Macedo assumiu a liderança do banco público. As primeiras palavras foram para “todos os colaboradores”, incentivando-os para construir o futuro da Caixa Geral de Depósitos (CGD). “Se falharmos, dificilmente nos será dada outra oportunidade equivalente”, diz, rematando que está confiante de que “em conjunto conseguiremos”.

“A Caixa é um banco líder no panorama bancário Português, com uma marca forte e uma grande equipa” que, “como todo o sistema bancário português”, está a atravessar “um período desafiante”, refere nesta carta obtida pelo ECO. Mas diz que há oportunidades nesta altura em que está a ser feita a restruturação do banco.

A “capitalização e restruturação da Caixa é uma grande oportunidade que nos é dada – a todos – de colaborar nesse processo de relançamento da instituição, como uma referência no financiamento da economia nacional“, diz. “Mas é também uma grande responsabilidade, porque o país está a realizar um investimento elevado na Caixa, numa época de recursos mais escassos”, nota.

Neste sentido, e tendo em conta a responsabilidade assumida por Paulo Macedo, e pelos trabalhadores da CGD, o novo presidente executivo do banco estatal diz que os montantes injetados na CGD têm de ser bem aplicados, alertando que “se falharmos, dificilmente nos será dada outra oportunidade equivalente”. É preciso o envolvimento de todos no sentido de “atingir os objetivos propostos de melhor eficiência, menos risco e maior rentabilidade”.

É por isso tempo de executar, de agir, de trabalhar“, em como de “focarmos toda a energia na concretização da recapitalização e reestruturação da nossa instituição”. Macedo diz que é “firme convicção de que todos, em conjunto, saberemos dar uma resposta efetiva ao que nos é exigido pelo país, tributário primeiro de todo o nosso esforço, numa instituição que a todos pertence e para todos terá que focar os seus esforços e a sua dedicação sem limites ou hesitações”.

(Notícia atualizada às 13h40 com mais informações)

PUB

Comentários ({{ total }})

Macedo: “Se falharmos, dificilmente nos será dada outra oportunidade”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião