França fica aquém das previsões e cresce 1,1% em 2016

O crescimento de França ficou aquém das previsões, mas o Governo considera que é o reflexo de uma atividade dinâmica, que está a contribuir para reduzir o desemprego e o défice.

A economia francesa cresceu 1,1% no ano passado, valor que fica aquém da previsão de 1,4% do Governo francês. O crescimento representa também uma desaceleração face aos valores de 2015, ano em que França cresceu 1,2%. Considerando apenas o quarto trimestre de 2016, o produto interno bruto (PIB) de França aumentou 0,4%, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo instituto de estatística do país.

A contribuir para esta desaceleração, refere a Bloomberg, estiveram os múltiplos ataques terroristas ao país, que afetaram o turismo. Ainda assim, na parte final do ano passado, o setor do turismo conseguiu recuperar.

O ministro da Economia e Finanças francês, Michel Sapin, considera que os dados divulgados esta manhã são o reflexo de uma atividade “dinâmica”, que tem permitido reduzir o desemprego e o défice público, cita o Le Monde. “É um sinal de uma recuperação que se está a instalar de forma sustentável e, sobretudo, que está a aumentar”, disse ainda.

Os serviços de estatística franceses divulgaram ainda que a inflação acelerou para 1,6% em janeiro, o valor mais alto desde novembro de 2012. Uma evolução que deixa o Governo francês otimista para este ano. “Apesar dos riscos políticos globais, 2017 começa com boas condições económicas”.

Comentários ({{ total }})

França fica aquém das previsões e cresce 1,1% em 2016

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião