Petróleo avança mais de 2%

  • Ana Luísa Alves
  • 26 Janeiro 2017

Depois da queda de ontem, o petróleo avança esta quinta-feira mais de 2%. O cumprimento do acordo estabelecido na OPEP leva a matéria-prima a ser negociada acima do teto fixado pelo cartel.

O preço do petróleo voltou a subir. O ouro negro está, esta quinta-feira, a valorizar mais de 2%, mesmo depois de ontem o aumento das reservas de crude norte-americanas terem feito cair o valor da matéria-prima. O preço por barril está a ser negociado acima dos 55 dólares.

Os futuros avançaram mais de 2% esta manhã, em Nova Iorque. A OPEP e os demais produtores de petróleo estão a cumprir o acordo assinado no dia 30 de novembro, que impôs um teto à produção petrolífera para equilibrar o mercado durante o ano, segundo avançou o ministro da Energia do Kuwait.

O ministro da Energia argelino, Noureddine Boutarfa, referiu esta quinta-feira que os países-membros da OPEP e os não-membros que também concordaram em baixar a produção estão a cumprir o teto fixado, e vão prosseguir com a redução em fevereiro. Em março, o comité que se juntou para monitorizar e avaliar o cumprimento do acordo e do corte na produção do outro negro vai reunir-se.

Durante a semana, os preços do barril de petróleo rondaram os 53 dólares. A Arábia Saudita referiu também que 80% da redução prevista pela OPEP já está a ser posta em prática desde 1 de janeiro, mas o CEO da BP disse, esta quarta-feira, que os inventários e reservas do petróleo continuam “muito altos” e a indústria petrolífera ainda vai enfrentar outros desafios este ano.

O mercado está a tornar-se “mais confortável com o facto de a OPEP estar a cumprir o acordo estabelecido”, salientou à Bloomberg Bart Melek, estratega da TD Securities, em Toronto. “A OPEP continua a informar-nos de que está a acelerar a redução da produção, portanto o mercado da oferta parece ainda mais disciplinado”, acrescentou.

O brent, transacionado em Londres, avança esta quinta-feira 2,12% para os 56,25 dólares o barril, e o crude, transacionado nos EUA, está a ser negociado nos 53,73 dólares o barril, com um avanço mais ligeiro, de 1,10%.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Comentários ({{ total }})

Petróleo avança mais de 2%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião