Alemanha prepara-se contra ataque cibernético durante a campanha eleitoral

  • Lusa
  • 15 Janeiro 2017

A Comissão Eleitoral alemã está a tomar medidas para combater eventuais ataques cibernéticos durante a campanha eleitoral, ou no próprio dia das eleições. Já foram feitas simulações.

A Comissão Eleitoral alemã está a tomar medidas técnicas para repelir possíveis ataques cibernéticos durante a campanha eleitoral e no dia das eleições gerais, previstas para setembro próximo. As eleições alemãs serão um dos acontecimentos na Europa que vão marcar 2017.

"Estamos preparados para várias estratégias de ataque cibernético, que simulámos. (...) [As eleições estão] a salvo de qualquer manipulação.”

Dieter Sarreither

Presidente da comissão eleitoral

“Estamos preparados para várias estratégias de ataque cibernético, que simulámos”, disse o presidente da comissão eleitoral, Dieter Sarreither, em declarações publicadas este domingo pelo Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung.

De acordo Sarreither, foi ampliada a infraestrutura do centro de processamento de dados, e os computadores e respetivos locais onde se encontram podem ser alterados e, até, em caso de emergência, pode-se recorrer ao centro da defesa contra ataques cibernéticos do Governo federal. As eleições estão tecnicamente protegidas e “a salvo de qualquer manipulação”, garantiu.

Ao mesmo tempo, Sarreither alertou para “notícias falsas” que podem vir a desempenhar um papel importante no dia das eleições, por exemplo, com falsos relatos de que certas assembleias de voto fecharam as portas.

A agir contra este tipo de incursão nas eleições, o presidente da Comissão Eleitoral tem a intenção de também usar as redes sociais, designadamente um canal no “Twitter”, no dia das eleições, em se vai responder pronta e publicamente a essas notícias falsas.

Enquanto isso, o ministro da Justiça alemão, Heiko Maasm, disse ao Welt am Sonntag, que não há ilusões de que se vão usar as “diversas possibilidades de manipulação na rede durante a campanha eleitoral, tanto para campanhas de desinformação intencionais, propagação de notícias falsas ou para influenciar o debate político”.

PUB

Comentários ({{ total }})

Alemanha prepara-se contra ataque cibernético durante a campanha eleitoral

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião