Revista de imprensa internacional

Estamos a poucos dias do encontro de Davos e a curiosidade aumenta. Além disso, esta quarta-feira a Noruega começa a desligar o FM.

Trump, Trump e mais Trump… Obama está de saída e o próximo presidente dos EUA continua a ganhar mais protagonismo, a nove dias da sua tomada de posse, mas também mais problemas: a notícia do dia é que a Rússia pode, afinal, não ser assim tão amiga de Donald Trump. É que as autoridades russas têm, do Partido Republicano, o mesmo tipo de informação que revelaram sobre o Partido Democrata, segundo os serviços secretos norte-americanos, algo já admitido pela nova administração. A saga continua.

CNN

Rússia terá informação pessoal comprometedora sobre Trump

A CNN avançou esta quarta-feira que o Governo russo tem na sua posse informação pessoal comprometedora sobre Donald Trump, citando fontes das autoridades norte-americanas que estão ligadas diretamente aos documentos confidenciais apresentados a Barack Obama e ao próximo presidente. As alegações foram apresentadas na sequência da interferência russa nas eleições presidenciais de 2016. A informação foi passada aos serviços de inteligência norte-americanos por um ex-espião britânico. O FBI está neste momento a investigar a credibilidade do conteúdo dos documentos.

Leia a notícia completa na CNN. (Conteúdo em inglês / Acesso gratuito)

CNBC

A caminho de Davos… quem lá vai?

Um novo ano começa e chega mais um encontro do famoso Davos, nas montanhas suíças. Sim, é a reunião de 2017 do Fórum Económico Mundial que reúne centenas de líderes internacionais de todos os setores da sociedade. O tema para discussão? “Responsive and Responsible Leadership”, ou seja, numa tradução livre para português, uma liderança “responsiva” e responsável.

davos

Entre os vários nomes que vão estar presentes, a CNBC destaca alguns nomes confirmados para estar de 17 a 20 de janeiro na Suiça: Christine Lagarde (FMI), Sheryl Sandberg (diretora de operações do Facebook), Matt Damon (ator de Hollywood), Joe Biden (vice-presidente dos EUA), Benoit Coeuré (BCE), Xi Jinping (primeiro-ministro chinês), Theresa May (primeira-ministra britânica), Jeroen Dijsselbloem (presidente do Eurogrupo).

Leia a notícia completa na CNBC. (Acesso gratuito / Conteúdo em inglês)

The New York Times

Líder da Samsung envolvido em caso política na Coreia do Sul

Park Geun-hye foi a primeira mulher a ser presidente no seu país. Mas essa vitória em 2013 não demorou muito tempo. A 8 de dezembro de 2016 os deputados sul coreanos aprovaram um impeachment para destituir Geun-hye por causa de um escândalo político e judical que a envolve em tráfico de influências e corrupção. Os julgamentos já começaram em 2017, uma vez que é o Tribunal Constitucional quem vai decidir, mas há um novo envolvido no caso: um procurador especial vai questionar o líder da Samsung, Jay Y. Lee. Em causa está o pagamento de 25 milhões de dólares para negócios e fundações de uma amiga da presidente, Choi Soon-sil, que pode estar indiretamente ligado a uma outra decisão do serviço nacional de pensões que terá beneficiado a Samsung.

Leia a notícia completa no The New York Times. (Acesso gratuito / Conteúdo em inglês).

Financial Times

Noruega começa a desligar o FM

A Noruega começa esta quarta-feira a desligar a rádio FM, tornando-se no primeiro país do mundo a fazê-lo, tornando-se gradualmente 100% digital. Mas a decisão inédita levantou controvérsia no país e colocou os olhos internacionais no país. O desligar da rede começa na cidade Bodo, no norte da Noruega, e continuará durante todo este ano. O processo está a ser acompanhado por países como o Reino Unido, a Suíça e a Dinamarca.

Leia a notícia completa no Financial Times. (Acesso pago / Conteúdo em inglês)

Business Insider

Startup apoiada por George Soros e Peter Thiel perto de conseguir um grande negócio

Chama-se TruMid e é uma startup de negociação em bolsa (trading) apoiada pelos magnatas George Soros e Peter Thiel (co-fundador do Paypal). A novidade é que tem em vista adquirir a Electronifie, uma outra startup também ligada à negociação em bolsa mas focada nas obrigações. As negociações foram reveladas pela Electronifie numa nota enviada aos clientes da empresa. A combinação das duas empresas iria conjugar 350 utilizadores institucionais e 60 corretores de bolsa.

Leia a notícia completa na Business Insider. (Acesso gratuito / Conteúdo em inglês)

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

 

PUB

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião