Novo Banco: Governo reúne-se com Lone Star

  • ECO
  • 11 Janeiro 2017

Ministério das Finanças já se terá sentado com o fundo norte-americano Lone Star para definir as condições aceitáveis para uma venda do banco português.

O Governo terá assumido um papel “ativo” no processo de venda do Novo Banco, tendo-se já sentado à mesa pelo menos com o Lone Star, com o objetivo de “melhorar” as propostas que estão neste momento em cima da mesa. A informação é avançada pelo jornal Público (acesso gratuito) que refere que o Ministério das Finanças estará a tentar que os candidatos na corrida ao Novo Banco prescindam das ajudas estatais, o que não estará ainda acontecido.

A justificação para a entrada do Estado no processo negocial prende-se com o facto de ter sido o ministro das Finanças quem marcou as cartas na mesa de negociações, ao assinar os termos da Carta de Compromissos que responsabiliza o Estado português com a venda face a Bruxelas, apesar de caber ao Banco de Portugal a responsabilidade formal pelas negociações.

As principais propostas que chegaram ao banco central não preenchem um dos requisitos que o Governo entende como fundamentais para poder aceitar a venda, já que quer o Lone Star, quer o fundo Apollo, exigem garantias do Estado português para fazer face a eventuais perdas resultantes dos ativos que não estão rigorosamente avaliados.

De acordo com uma fonte ouvida pelo Público, basta que um candidato encontre uma solução que dispense a ajuda Estatal para que o processo volte ao Banco de Portugal e seja fechado o negócio.

Comentários ({{ total }})

Novo Banco: Governo reúne-se com Lone Star

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião