Costa ausente do funeral: “Visitas de Estado têm regras e devem ser cumpridas”

O primeiro-ministro explicou a sua ausência do funeral de Mário Soares por se encontrar em visita de Estado à Índia. "Visita de Estado são visitas de Estado. Têm regras e devem ser cumpridas".

De visita oficial à Índia, António Costa explicou a sua ausência do funeral de Mário Soares por existirem regras de visitas de Estado que devem ser cumpridas, assegurando que o antigo Presidente da República “faria exatamente o mesmo”.

Visitas de Estado são visitas de Estado. Têm regras e devem ser cumpridas“, referiu o primeiro-ministro a partir de Bangalore, Índia. “Estou certo que Mário Soares faria exatamente o mesmo. A melhor reação que tive foi de João Soares e Isabel Soares, que perceberam que tinha de o fazer”, acrescentou. “Trata-se de uma vista de Estado e, portanto, os primeiros-ministros não têm aqui vontades pessoais. Têm de fazer o que devem fazer”, declarou ainda.

Em representação do Governo nas cerimónias fúnebres estará o ministro dos Negócios Estrangeiros. O funeral de Mário Soares está marcado para a próxima terça-feira, a partir das 15h30, em Lisboa.

Nos próximos dias, durante o período de luto nacional, António Costa adiantou que “os momentos menos formais da visita” de Estado à Índia, que está a realizar desde sábado e que termina na quinta-feira, vão ser eliminados”.

"Visitas de Estado são visitas de Estado. Têm regras e devem ser cumpridas. Estou certo que Mário Soares faria exatamente o mesmo. A melhor reação que tive foi de João Soares e Isabel Soares, que perceberam que tinha de o fazer. Trata-se de uma vista de Estado e, portanto, os primeiros-ministros não têm aqui vontades pessoais. Têm de fazer o que devem fazer.”

António Costa

Primeiro-ministro português

“Como chefe do Governo, não deixarei de fazer a minha intervenção [em vídeo, para ser emitida na cerimónia] do Mosteiro dos Jerónimos, assegurando, naturalmente, que o funeral de Estado que o Governo decretou decorrerá com tudo aquilo que se exige. Se fosse uma questão pessoal, faria aquilo que todos os amigos do Dr. Mário Soares querem fazer, que é prestar-lhe pessoalmente a sua última homenagem, poder dar um abraço ao vivo aos seus filhos Isabel e João. Só o pude fazer por telefone, mas é assim” reforçou o primeiro-ministro.

António Costa referiu ainda que hoje, em Bangalore, durante a sessão de abertura da convenção da diáspora indiana, houve a oportunidade de se assistir “a um momento muito marcante, que foi a homenagem que o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, promoveu com um minuto de silêncio em memória de Mário Soares”.

(Notícia atualizada às 15h28)

Comentários ({{ total }})

Costa ausente do funeral: “Visitas de Estado têm regras e devem ser cumpridas”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião